05:08 31 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3320
    Nos siga no

    Imagem de satélite mostra o que seria uma grande doca para porta-aviões em base naval estratégica na ilha chinesa de Hainan, no mar do Sul da China.

    Enquanto os porta-aviões chineses passam a maior parte do tempo mais ao norte das ilhas chinesas no mar do Sul da China, Pequim parece querer colocar tais embarcações mais ao sul.

    Segundo analisou o especialista militar H I Sutton no site da revista Forbes, uma doca "grande o bastante para um porta-aviões" está em construção na ilha de Hainan.

    "Com um píer já visitado por porta-aviões, isso sugere que eles ficarão estacionados lá", afirma Sutton.

    Tais docas secas são importantes para manter navios de guerra em condições de combate, mas porta-aviões necessitam de instalações especiais devido ao seu tamanho.

    "A nova [doca] sendo construída em Hainan é quase do tamanho perfeito para os porta-aviões da China", acrescentou o especialista.

    Pesquisa sobre a corrente militarização do mar do Sul da China descobriu nova evidência que sugere que a China poderia empregar permanentemente um porta-aviões na região superando intervalos de tempo operacionais e de manutenção

    A instalação é consideravelmente maior do que as destinadas para destróieres e submarinos.

    Complexo naval

    Dando maiores características da base naval, Sutton afirmou que a doca em construção está localizada próximo da entrada da parte interior do porto, onde "considerável parte da frota de submarinos convencionais chineses está baseada".

    O complexo naval, chamado Yulin, também conta com um túnel subterrâneo que pode servir de proteção aos submarinos em caso de ataque aéreo.

    Além disso, submarinos nucleares, como os Type 094, portadores de mísseis balísticos, também se baseiam no complexo.

    Com o emprego de porta-aviões na região, a China poderá expandir o alcance de seus meios navais.

    Enquanto isso, a China reivindica direito de soberania na região, ao passo que países vizinhos também consideram porções do mar do Sul da China pertencentes aos seus territórios.

    Mais:

    Marinha dos EUA inicia desenvolvimento de novo caça-bombardeiro de 6ª geração
    Caça russo MiG-31 intercepta avião de reconhecimento norueguês no mar de Barents
    'Dinheiro desperdiçado': pilotos do Iraque criticam compra de caças F-16, cita Fox News
    Tags:
    Marinha da China, China, oceano Pacífico, submarino, porta-aviões, Mar do Sul da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar