20:38 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    368
    Nos siga no

    Caças F-22 da Força Aérea dos EUA foram acionados para escoltar bombardeiros estratégicos russos Tu-95MS perto da região fronteiriça entre os dois países, comunica o Ministério da Defesa da Rússia.

    O voo de quatro bombardeiros russos era de rotina e passava sobre águas internacionais do mar de Chukotka, mar de Bering, mar de Okhotsk e região norte do oceano Pacífico.

    "Em determinadas partes da rota as aeronaves russas foram escoltadas por caças F-22 da Força Aérea dos EUA", lê-se em comunicado da entidade militar russa.

    O voo teve uma duração de 11 horas. A aviação de longo alcance da Rússia, segundo ressalta o Ministério da Defesa, realiza regularmente voos sobre o Ártico, Atlântico Norte, Pacífico e mares Báltico e Negro "que decorrem sempre em estrita conformidade com as regras internacionais".

    O comunicado aponta também que, no passado mês de maio, aviões estratégicos dos EUA efetuaram cinco voos ao longo das fronteiras russas.

    No início deste mês, quatro bombardeiros estratégicos B-52 norte-americanos realizaram uma missão de treinamento de longo alcance com caças F-16 e F-35 da Força Aérea da Noruega sobrevoando o oceano Ártico e o mar de Laptev, ao largo da costa norte da Sibéria.

    Mais:

    Míssil cai de avião da Força Aérea dos EUA e é destruído durante teste hipersônico
    Bombardeiros estratégicos russos Tu-95 rompem defesa antiaérea do 'adversário' (VÍDEO)
    China poderia perder 95% dos mísseis balísticos e de cruzeiro com pacto semelhante ao INF
    Tags:
    Ministério da Defesa da Rússia, Força Aérea dos EUA, fronteiras russas, oceano Ártico, F-22, bombardeiro estratégico, Tu-95
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar