14:28 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8641
    Nos siga no

    Novos sistemas de radar Nebo-M e Podlet, reforçados com sistema de controle automático Fundament-M, irão monitorar os céus no Extremo Oriente russo.

    De acordo com o jornal russo Izvestia, que cita fontes no Ministério da Defesa da Rússia, o referido equipamento militar foi recebido por uma das brigadas radiotécnicas do Extremo Oriente. Anteriormente, em 2018, o sistema de radar Nebo-M entrou em serviço na Crimeia.

    Com um alcance de até 1.000 quilômetros, o radar é capaz de detectar e rastrear vários tipos de alvos aerodinâmicos, como aviões, helicópteros, mísseis balísticos e de cruzeiro, inclusive caças com tecnologia furtiva.

    Até 2021 o Ministério da Defesa da Rússia planeja entregar às forças radiotécnicas ao menos 20 unidades de sistemas Nebo-M.

    Na semana passada, a Base de Eielson da Força Aérea dos EUA, localizada no Alasca, recebeu as duas primeiras aeronaves furtivas F-35A, anunciou a entidade em um comunicado de imprensa. A base vai abrigar 54 caças furtivos até o final do ano.

    Anteriormente, o especialista militar Aleksei Leonkov disse em entrevista ao portal russo Zvezda que os caças F-22 Raptor e F-35 Lightning II dos EUA, que dispõem de tecnologia furtiva, são detectados pelos sistemas de radar da defesa antiaérea russa.

    Mais:

    Mídia norte-americana revela objetivo da presença de aviões F-35 em 'local desconhecido' na Síria
    Robô militar russo Marker será equipado com 'drones suicidas' de combate e reconhecimento
    EUA posicionam caças F-35 no Alasca em meio a relatos de interceptações de bombardeiros russos
    Tags:
    defesa antiaérea, radar, F-35, F-22 Raptor, caças de quinta geração, tecnologia furtiva, Nebo-U
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar