13:01 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    161111
    Nos siga no

    Especialistas de mídia chinesa afirmam que Moscou mantém a sete chaves a tecnologia do motor NK-32, que equipa os bombardeiros estratégicos supersônicos Tu-160.

    Ainda segundo os especialistas da mídia Sohu, o motor utiliza uma tecnologia única, desenvolvida na Fábrica de Motores Kuibyshevsky, na Rússia.

    De acordo com o portal, Rússia e China cooperam intensivamente no ramo militar, porém, a tecnologia do motor NK-32 é mantida em rigoroso segredo, não devendo ser compartilhada nem mesmo com a China.

    A importância seria tanta que os militares russos teriam o maior cuidado em não vazar informações sobre a tecnologia, até mais do que sobre a construção de seus engenhos nucleares.

    Motor NK-32-02 do bombardeiro Tu-160M da Rússia (foto de arquivo)
    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Motor NK-32-02 do bombardeiro Tu-160M da Rússia (foto de arquivo)

    Características

    O NK-32 foi desenvolvido pelo engenheiro Nikolai Kuznetsov. É um motor a jato turbofan de pós-combustão, capaz de oferecer velocidade supersônica ao bombardeiro estratégico russo Tu-160.

    O engenheiro também trabalhou no desenvolvimento do anterior motor NK-12, presente nos bombardeiros Tu-95.

    Em reportagem publicada no último dia 20, a revista americana National Interest classificou o Tu-160 como o "mais rápido, maior e mais pesado bombardeiro alguma vez construído". Grande parte dessa potência é graças ao NK-32.

    Mais:

    Bombardeiros russos Tu-95 são escoltados por caças japoneses durante voo rotineiro (VÍDEO)
    Bombardeiros dos EUA entram na nova década em baixa histórica
    EUA enviam bombardeiros nucleares B-2 para Açores no âmbito de manobras na Europa
    Tags:
    bombardeiro supersônico, bombardeiro estratégico, China, Tu-160, Rússia, jato, motor
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar