13:36 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    962
    Nos siga no

    Pentágono vai solicitar ao Congresso americano mais de US$ 700 bilhões para suas despesas, dos quais US$ 17 bilhões deverão ser destinados a armamentos nucleares.

    Amanhã (10), o Pentágono deverá apresentar ao Congresso dos EUA seu plano orçamentário no valor de US$ 705,4 bilhões (cerca de R$ 3.047 bilhões) para suas despesas durante o ano fiscal de 2021.

    Entre as despesas, o órgão de defesa prevê investimentos tanto no arsenal nuclear quanto em armamentos convencionais, assim como o desenvolvimento da tecnologia e gastos com sua nova Força Espacial.

    Conforme publicou a Bloomberg, citando o texto do plano orçamentário, este inclui uma transferência de US$ 15,3 bilhões (cerca de R$ 65 bilhões) da Força Aérea americana para a nova Força Espacial, "incluindo [gastos] com sistemas de armas espaciais e operações".

    Investimentos em pesquisas

    Ainda de acordo com a Bloomberg, os gastos com a pesquisa e desenvolvimento de tecnologia militar, planejados pelo Pentágono, são de US$ 106,5 bilhões (cerca de R$ 457 bilhões), mais 2 bilhões que no ano anterior.

    Tal valor seria o maior já solicitado pelo órgão ao Congresso para pesquisas. Além disso, o foco seria o desenvolvimento de tecnologias cruciais de defesa.

    Arsenal nuclear

    Por sua vez, o Pentágono quer injetar US$ 17,7 bilhões (cerca de R$ 76 bilhões) no aprimoramento de suas capacidades nucleares, incluindo armas atômicas e plataformas propulsadas a energia nuclear. Entre os principais pontos do plano, o Pentágono pretende gastar:

    • US$ 4,4 bilhões (cerca de R$ 18 bilhões) em sua nova classe de submarinos Columbia, capazes de carregar mísseis nucleares.
    • US$ 4,2 bilhões (cerca de R$ 18 bilhões) em melhorias no sistema de controle e comando nuclear dos EUA, que proporciona uma conexão segura entre o presidente e as forças nucleares.
    • US$ 2,8 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) nos bombardeiros furtivos B-21 Raider.
    • US$ 1,5 bilhão (cerca de R$ 6 bilhões) em seu míssil intercontinental Ground-Based Strategic Deterrent.
    • US$ 500 milhões (cerca de R$ 2 bilhões) em seu novo míssil de cruzeiro de longo alcance LRSO.

    Mais:

    Revelados gastos das poupanças internas do Pentágono
    Contas da Sputnik em redes sociais estariam sendo monitoradas pelo Pentágono
    Novos detalhes dos tanques Abrams são revelados pelo Pentágono
    Tags:
    EUA, arsenal nuclear, gastos, orçamento militar, Pentágono
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar