06:42 28 Março 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2201
    Nos siga no

    Caças-bombardeiros russos Su-34 subiram a 17 km de altitude na região russa de Khabarovsk, onde a temperatura média diária chegou a -20 °C.

    Os voos tiveram como objetivo verificar o desempenho do caça-bombardeiro Su-34 na altitude máxima de seu voo, 17 km, nas condições do severo inverno siberiano.

    "Todo o corpo de pilotos [...] concluiu seus voos a 17 km de altitude com temperaturas baixas, comprovando mais uma vez a confiabilidade e multifuncionalidade das aeronaves", declarou em nota o Distrito Militar Oriental da Rússia.

    Atualmente, a temperatura média diária na região onde se deu o exercício, Khabarovsk, é de -20 °C. Já a 17 km de altitude a temperatura cai para -55 °C.

    Antes da atividade, os mecânicos verificaram todos os mecanismos, condições de movimento e direção das aeronaves em sua altitude limite. Tudo estava em ordem.

    Su-34

    O caça-bombardeiro Su-34 é de geração 4+. A aeronave foi projetada para realizar bombardeios precisos contra alvos terrestres em profundidade operacional e tática, assim como destruir alvos aéreos.

    Entre suas características destaca-se o aumento para 4.000 km de sua autonomia de voo, a velocidade máxima de 1,9 mil km/h, assim como o novíssimo sistema de controle de armas.

    Mais:

    Caça da Marinha dos EUA é danificado durante reabastecimento aéreo
    Pentágono descobre centenas de falhas no caça F-35, aponta relatório
    Como é caça MiG-17 soviético que está em serviço há 70 anos
    Tags:
    Khabarovsk, frio, Força Aérea da Rússia, caça-bombardeiro, Su-34
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar