04:07 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6349
    Nos siga no

    Fenômeno natural de redução do calor emitido pelo Sol resultará na redução da temperatura em áreas frias do planeta, enquanto friagem é observada na Islândia e Canadá por cientista.

    Enquanto o Sol apresenta-se como significativa fonte de energia, não só para nosso planeta, mas também para todo o Sistema Solar, um evento natural, chamado de Grande Mínimo Solar, marca o início de um novo ciclo da nossa estrela, no qual sua emissão de calor é reduzida.

    O evento, chamado por alguns de "hibernação" do Sol, traz consigo a redução em 1 °C nas temperaturas médias da Terra, conforme publicou o tabloide The Sun citando a professora Valentina Zharkova, PhD em Astrofísica, da Universidade de Northumbria, Reino Unido.

    Se a cifra parece pequena, no geral a redução pode trazer mudanças importantes à Terra.

    "Menos manchas solares aparecerão na superfície do Sol, e por isso menos energia e radiação será emitida em direção aos planetas e à Terra", declarou.

    Se por um lado o fenômeno ocorre a cada 11 anos, em 2020 a redução da emissão de calor poderá provocar temperaturas de -50° nos lugares mais frios da Terra.

    Ainda de acordo com Zharkova, friagens já têm sido registradas no Canadá e na Islândia, o que seria uma evidência do fenômeno.

    "A redução da temperatura trará climas frios na Terra, verões húmidos e frios e invernos frios e húmidos [...] Nós provavelmente vamos ver grandes friagens, tal como está ocorrendo agora no Canadá, onde eles estão vendo [temperaturas] de -50 °C", acrescentou.

    Risco de fome

    A magnitude do fenômeno poderia afetar a produção de alimentos no mundo.

    "Isso afetaria drasticamente as colheitas de alimentos em latitudes médias, porque os vegetais e frutas não terão tempo suficiente para a colheita [...] Sendo assim, haveria um déficit de alimentos para as pessoas e os animais, assim como observamos há dois anos, quando a neve destruiu os campos de legumes na Espanha e Grécia em abril e maio [...]", explicou.

    E o aquecimento global?

    Por outro lado, o cientista Mathew Owens, da Universidade de Reading, Reino Unido, acredita que o aquecimento global não permitiria um frio de tamanha proporção no planeta.

    "A pequena redução da energia do Sol associada com o Mínimo Solar é grandemente compensada pelos efeitos causados pelas atividades humanas", tais como o CO2 na atmosfera, disse o acadêmico.

    Mais:

    Aquecimento global poderia provocar naufrágios tipo Titanic na Antártica
    Fóssil de macaco poderá mostrar como sobreviver ao aquecimento global
    Gelo polar no planeta vermelho desperta interesse da comunidade científica
    Tags:
    Mínimo Solar, Terra, aquecimento global, baixa temperatura, Sol, frio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar