01:12 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1536
    Nos siga no

    Sistema munido com inteligência artificial será usado por tropas de elite dos EUA para interpretar reações psicológicas e corporais de pessoas na caça a terroristas.

    O sistema em questão será capaz de processar milhões de dicas que poderão ajudar os soldados americanos a entender como uma pessoa se sente durante uma operação militar dos EUA.

    Conforme publicou o tabloide Daily Star, o estado emocional do ser humano poderá ser analisado pelo sistema, revelando se as pessoas envolvidas em um conflito podem ser confiáveis ou não durante operações militares.

    Assim, as tropas das forças especiais de elite terão ajuda para lidar com civis potencialmente hostis.

    Além disso, a tecnologia permitirá fazer uma análise psicológica em tempo real.

    O sistema, que leva em consideração a temperatura do corpo, o batimento cardíaco e outros fatores da pessoa analisada, tem sido desenvolvido pela empresa SOFWERX.

    "Nós juntamos alguns sensores. Através de radares e vídeo você pode determinar a frequência cardíaca. Você pode descobrir a temperatura do corpo. Você pode analisar a voz [...] Todas estas fontes de informação combinam para dar uma imagem de como uma pessoa se sente ao receber uma informação dos militares", conforme palavras de Brian Andrews, chefe do setor de tecnologia da SOFWERX, publicadas pelo tabloide.

    A tecnologia também poderia ser usada para "ler a mente" e descobrir a intenção de pessoas, segundo Andrews.

    "Agora, captar uma intenção é difícil, mas nós poderíamos dizer: 'Olha, esta pessoa fica nervosa quando você faz esta pergunta. O semblante dele mudou'. Micro expressões são outra maneira de olhar para isso", declarou Andrews.

    Drones inteligentes

    As tropas americanas também deverão receber apoio de inteligência artificial, que fará um trabalho semelhante a partir de drones.

    Há planos para desenvolver sistemas de controle de drones para que um único soldado possa comandar frotas com um pequeno gesto.

    Para isto, as aeronaves não tripuladas serão capazes de recolher pequenas quantidades de eletricidade geradas pelo sistema nervoso humano, a partir de pequenas movimentações.

    Mais:

    EUA estão atrás de Rússia e China em desenvolvimento de inteligência artificial, diz relatório
    Inteligência artificial resolveria problema de Isaac Newton do século XVII
    Pentágono lança guia para uso ético de inteligência artificial no setor militar
    Tags:
    inteligência artificial, Exército dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar