13:07 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Submarino USS New Hampshire, um dos modelos de classe Virginia da Marinha dos EUA

    Marinha dos EUA fecha maior contrato de construção de submarinos de sua história

    © AP Photo / Robert F. Bukaty
    Defesa
    URL curta
    62321
    Nos siga no

    A Marinha norte-americana concluiu um contrato de compra de vários submarinos Virginia equipados com mísseis de cruzeiro em um valor total superior a US$ 22 bilhões.

    O contrato é o maior assinado pela Marinha do país.

    A Marinha dos EUA concedeu à General Dynamics Electric Boat, subsidiária da gigante General Dynamics, seu maior contrato para a construção de submarinos de ataque, no valor de US$ 22,2 bilhões (R$ 93,4 bilhões), referente a 9 submergíveis dotados de mísseis de cruzeiro, segundo o Defense News.

    Para além disso, o acordo inclui a opção de compra de uma décima unidade por mais US$ 2 bilhões (R$ 8,4 bilhões).

    Contando o equipamento solicitado pelo governo, o valor total do programa aumenta para cerca de US$ 35 bilhões (R$ 147,2 bilhões), relata Guerts, o secretário assistente da Marinha para pesquisa, aquisições e desenvolvimento.

    Oito dos nove submarinos terão uma secção adicional de 25,6 metros de comprimento, denominada VPM (Virginia Payload Module). Essa secção alberga mais 20 mísseis antinavio, para além da capacidade do navio de transportar 28 mísseis de cruzeiro da classe Tomahawk.

    Lançamento de míssil de cruzeiro Tomahawk do navio USS Cape St. George
    Lançamento de míssil de cruzeiro Tomahawk do navio USS Cape St. George

    Para aumentar a furtividade, os submarinos desta classe também têm um novo revestimento acústico do casco que reduz o ruído, e dois novos radares ultrassônicos.

    Mais:

    Venda de submarinos dos EUA à Austrália não deve tirar o sono de Rússia e China, diz analista
    Submarino bombardeado dos EUA é encontrado depois de 75 anos (FOTOS)
    Barra-pesada: surge VÍDEO de submarino nuclear russo simulando lançamento de torpedos
    Tags:
    EUA, submarinos, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar