15:21 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Indianos assistem exibição de mísseis Akash passando pela avenida Rajpath, durante as comemorações do Dia da República em Nova Deli, Índia

    Índia começa desenvolvimento de mísseis hipersônicos

    © AP Photo / STR
    Defesa
    URL curta
    3120
    Nos siga no

    A Índia não quer ficar atrás na corrida para desenvolver estes armamentos de nova geração. A organização de pesquisa militar do país pretende criar mísseis que superem em mais de 5 vezes a velocidade do som.

    A Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa (DRDO) da Índia começou um projeto de produção de mísseis hipersônicos, segundo o Hindustan Times. Os EUA, Rússia e China já testaram estas novas tecnologias militares.

    De acordo com um alto funcionário anônimos do governo indiano citado pelo diário, "um sistema de armas hipersônico é uma das muitas tecnologias de nicho que estamos pesquisando seriamente".

    Em uma tentativa de impulsionar a indústria de defesa nacional, a DRDO ofereceu 1.500 de suas patentes livres, incluindo as de outras tecnologias militares, à indústria do país, revelou o presidente da organização, G. Satish Reddy.

    Sistema de mísseis antiaéreos Akash, da Índia
    © AFP 2019 / JUNG YEON-JE
    Sistema de mísseis antiaéreos Akash, da Índia

    Os mísseis balísticos intercontinentais de reentrada na atmosfera, que existem há décadas, também voam a velocidades hipersônicas, mas os veículos planadores hipersônicos atualmente em desenvolvimento são muito mais manobráveis, tornando seu rastreamento e interceptação quase impossíveis.

    Mais:

    Militares russos lançam mísseis balísticos e de cruzeiro durante exercícios estratégicos (VÍDEOS)
    Rússia reforça sistema de alerta de ataque de mísseis
    Pilotos mexicanos flagram lançamento de míssil balístico dos EUA da cabine de avião (VÍDEO)
    Novo míssil balístico da Coreia do Norte 'é muito difícil de abater', segundo especialista
    Tags:
    tecnologias hipersônicas, míssil hipersônico, armas hipersônicas, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar