12:46 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Um bombardeiro estratégico Tu-160 da Força Aeroespacial russa

    Rússia está desenvolvendo bombardeiro estratégico mais potente, revela imprensa

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Defesa
    URL curta
    3360

    A Rússia está criando um bombardeiro estratégico mais potente que vai substituir todos os outros bombardeiros das Forças Armadas do país na próxima década, escreve a revista The National Interest.

    Trata-se do Complexo Aéreo Inovador da Aviação de Longo Alcance (PAK-DA, na sigla em russo) que está sendo elaborado pela companhia Tupolev.

    Segundo as últimas previsões, o PAK-DA levantará voo até 2025-2026, e a produção em série começará em 2028-2029. Inicialmente, planejava-se finalizar o desenvolvimento do avião até 2019, mas o processo se arrastou por causa da criação do bombardeiro Tu-160M2.

    Conforme nota a The National Interest, as capacidades do PAK-DA são conhecidas só de forma geral. É provável que nele sejam instaladas novas versões dos mísseis de cruzeiro de posicionamento aéreo X-55SM e X-102. O armamento principal serão mísseis hipersônicos X-47M2 Kinzhal.

    No entanto, os autores ressaltam que o uso de tais mísseis pode ser contraprodutivo por causa da sua grande envergadura e dos lançadores rotativos internos com as quais são equipados os bombardeiros Tu-160 e Tu-95 e, talvez, seja equipado o PAK-DA.

    Também se comunica que foram construídas uma maqueta de tamanho real de madeira deste avião, bem como outras de escala menor. Entretanto, os dados exatos sobre o exterior e o tamanho real do PAK-DA são desconhecidos. O ex-vice premiê russo e chefe da empresa Roskosmos, Dmitry Rogozin, afirma que será construído com base no esquema "asa voadora", mas não se sabe como será implementada essa tecnologia.

    Os autores dão alguma informação de fontes abertas, segundo as quais o PAK-DA será um avião hipersônico com dois motores capazes de cobrir uma distância de 15 mil quilômetros sem reabastecimento. O peso do avião será de 130 toneladas. Também se supõe que o PAK-DA possa ser usado em qualquer aeródromo, o que implica uma decolagem mais curta em comparação com a dos Tu-160 e Tu-95.

    Mais:

    Su-34, caça-bombardeiro russo que apavora OTAN
    Rússia promete 'medidas de retaliação' caso EUA produzam novas armas nucleares
    É explicado por que Rússia não precisa de tantas bases militares como EUA
    Tags:
    mísseis, avião, bombardeiro estratégico, Kinzhal, Tu-160, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik