08:44 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Caças russos Su-27

    Protegendo soberania: Rússia intercepta 16 aviões que espionavam suas fronteiras

    © Sputnik / Alexei Danichev
    Defesa
    URL curta
    9360

    Na última semana, 16 aviões de reconhecimento estrangeiros foram detectados perto das fronteiras da Rússia, nenhuma aeronave foi autorizada a violar o espaço aéreo do país.

    A Força Aeroespacial da Rússia interceptou mais de uma dezena de aviões estrangeiros que espiavam as fronteiras do país durante a última semana, revela o infográfico do Ministério da Defesa russo publicado no jornal Krasnaya Zvezda.

    Entre os incidentes aéreos, há aquele que ocorreu na segunda-feira passada (29), quando o avião espião estadunidense EP-3E foi interceptado pelo caça russo Su-27. Esse incidente, qualificado por Moscou como "normal e absolutamente legal" foi considerado "perigoso" por Washington, destacando que tais ações provocam o risco de "consequências catastróficas".

    Por sua vez, Moscou afirmou que o avião de vigilância dos EUA estava indo em direção ao espaço aéreo russo e destacou que "todas as providências necessárias" foram tomadas para evitar uma situação arriscada.

    De acordo com dados do Ministério da Defesa russo, no ano passado aeronaves russas realizaram mais de 294 manobras de intercepção, equivalentes a uma média semanal de 5,6.

    Mais:

    Pentágono: EUA continuarão realizando voos nas proximidades da Crimeia
    Rússia: interceptações de caças são rotina, EUA esquivam do diálogo profissional
    Rússia propõe que EUA cessem voos de espionagem perto de suas fronteiras
    Tags:
    espaço aéreo, intercepção, voos de reconhecimento, avião espião, caças, EP-3, Su-27, Força Aeroespacial da Rússia, Ministério da Defesa (Rússia), Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar