07:07 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Novo destróier de produção chinesa da classe 055 durante cerimônia de inauguração, 28 de junho de 2017

    Novo cruzador gigante da China lança desafio a potências do Pacífico

    © AP Photo / Wang Donghai
    Defesa
    URL curta
    8361
    Nos siga no

    De acordo com o relatório publicado pela televisão central da China em 3 de outubro, o novo cruzador de mísseis guiados do tipo 055 chinês dispõe de 112 sistemas de lançamento vertical (VLS, na sigla em inglês), superando em quantidade os destróieres da classe Arleigh Burke da Marinha dos EUA, afirma o jornal chinês The Global Times.

    Para comparar, os destróieres da classe Arleigh Burke da Marinha norte-americana, de 9.600 toneladas, contam com 96 silos de lançamento. Os destróieres japoneses da classe Atago, com um deslocamento de 10.000 toneladas, também têm 96 silos. O cruzador russo de 11.500 toneladas Varyag, o maior navio da Frota do Pacífico da Rússia, transporta 120 mísseis, compara o analista do portal WarIsBoring, David Axe.

    Com os navios do tipo 055, a China alcançou, ou até superou, outras potências do Pacífico quanto ao poder de fogo naval, sublinha o autor do artigo.

    No entanto, a Marinha chinesa continua atrás da dos EUA e mal supera o Japão no que diz respeito ao número de silos de mísseis verticais.

    Radar
    © Sputnik / Mikhail Fomichev
    Os 39 destróieres e fragatas modernos da China, sem levar em conta os navios do tipo 055, podem ser equipados com cerca de 1.500 silos. Os 36 Burkes e 12 Ticonderogas da Frota do Pacífico dos EUA, por sua vez, juntos possuem quase 5.000 silos de lançamento. Os 19 destróieres modernos do Japão têm aproximadamente 1.000 silos, explica o especialista.

    Segundo David Axe, prevê-se que o novo navio entrará em serviço na Marinha chinesa em 2018.

    Anteriormente, foi informado que os cruzadores do tipo 055 de 12.000 toneladas de produção chinesa estão equipados com sistemas de propulsão elétrica, dispõem de metralhadoras de 30 milímetros do tipo 1130, sistemas de mísseis antiaéreos de curto alcance, bem como de sistemas de artilharia universais de 130 milímetros.

    Segundo a informação disponível, atualmente a China está produzindo mais três cruzadores do projeto 055.

    Mais:

    Especialista explica o que significa o surgimento do caça J-20 para a China
    Para se manter igualada aos EUA, China cria maior drone de combate (FOTOS, VÍDEO)
    Porta-aviões dos EUA atraca de forma suspeita em Hong Kong em seu percurso às Coreias
    Navios poderosos ou 'brinquedos' caros: os 5 porta-aviões pouco conhecidos (FOTOS)
    Tags:
    comparação, navios de guerra, Ticonderoga, Arleigh Burke, EUA, Japão, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar