16:56 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Míssil balístico intercontinental Yars, das Forças Armadas da Rússia, sobre um veículo transportador Kamaz, na cidade de Teykovo, região russa de Ivanovo (arquivo)

    Especialista: Coreia do Norte ainda precisa de cinco anos para construir ICBMs

    © Sputnik / Sergey Pyatakov
    Defesa
    URL curta
    351010

    Contrariando as afirmações do regime norte-coreano, um especialista do setor de Defesa ouvido pela Sputnik afirmou que Pyongyang ainda não possui mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs) e precisará de pelo menos alguns anos para construir armas desse tipo, capazes de atingir os Estados Unidos.

    Para Viktor Murakhovsky, do quadro de especialistas da Comissão Industrial Militar da Federação da Rússia, não há dúvidas de que a indústria militar norte-coreana está se desenvolvendo com grande rapidez. Mas, pelo que o país tem demonstrado, os norte-coreanos ainda não têm tecnologia para ICBMs. 

    "É claro que nos últimos anos a indústria de mísseis norte-coreana vem mostrando grande sucesso, sobretudo quando eles conduziram realizou testes históricos de mísseis de médio alcance e mísseis de combustível sólido para submarinos, o que nunca tinham feito antes. No entanto, o ICBM é de uma classe tecnológica de mísseis completamente diferente, e Pyongyang precisará de, pelo menos, cinco ou seis anos para criar essas armas", afirmou o entrevistado. 

    De acordo com Murakhovsky, hoje, a Coreia do Norte possui mísseis com alcances de 2.500 quilômetros e já testou alguns com alcance de 4.500 quilômetros, mas ainda não conseguiu desenvolver mísseis com velocidade e alcance superiores a isso.  

    "Alguns argumentam que a Coreia do Norte pode ter ICBMs porque conseguiu lançar satélites ao espaço. Mas, na verdade, a diferença entre um veículo de lançamento espacial e um ICBM, em termos de nível de tecnologia, é bastante significativa. Esses mísseis não devem apenas lidar com a carga útil, mas também levá-la até um alvo específico em terra", concluiu o especialista.

    Mais:

    Coreia do Norte lança a sua 'versão pirata' do iPad (FOTO)
    Coreia do Sul e Japão concordam em aumentar pressão sobre Coreia do Norte
    Coreia do Norte: EUA provocam uma guerra nuclear enviando bombardeiros à península
    Tags:
    míssil balístico intercontinental, míssil balístico, míssil, mísseis, ICBM, Viktor Murakhovsky, EUA, Pyongyang, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik