10:39 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    13240
    Nos siga no

    Recentemente, na mídia vietnamita surgiram várias publicações dedicadas à modernização dos veículos de combate das tropas terrestres do Exército do Povo do Vietnã, em particular, de seus tanques. A Sputnik Vietnã conversou com um perito russo, coronel Viktor Murakhovsky, sobre essa questão.

    O parque blindado vietnamita se baseia em veículos eméritos de fabricação soviética. Hoje eles precisam ser amplamente modernizados ou substituídos por tanques modernos. Porém, a mudança radical de um parque de tanques não é nada barata.

    Os militares vietnamitas se inclinam para uma variante de compromisso, ou seja, importar da Rússia um pequeno número de veículos blindados modernos e modernizar os restantes, fazendo suas capacidades alcançarem os quesitos do combate contemporâneo.

    A propósito, os engenheiros vietnamitas já elaboraram uma série de soluções para modernização dos tanques T-54, T-55 e T-62.

    Em uma entrevista à Sputnik Vietnã, o editor-chefe da revista Arsenal Otechestva (Arsenal da Pátria) e ex-comandante de batalhão de tanques, Viktor Murahovsky, comentou o assunto.

    "O parque de veículos blindados vietnamita não é pequeno: são cerca de 1.500 tanques médios e cerca de 1.000 tanques leves. Todos estes veículos pertencem à geração que surgiu logo após a Segunda Guerra Mundial. É preciso olhar a verdade: eles estão significativamente ultrapassados em relação aos principais tipos de tanques dos exércitos dos países-vizinhos vietnamitas", explicou o especialista, precisando que em primeiro lugar se estava referindo à China.

    Viktor Murakhovsky acrescentou que, à medida que o tempo passa, é cada vez mais difícil manter os veículos em estado técnico adequado, já que as peças sobressalentes, blocos e equipamentos para eles já são escassos.

    "Sei que, há vários anos, os representantes vietnamitas tentaram encontrar cá na Rússia e em outras repúblicas ex-soviéticas peças sobressalentes para seus tanques", partilhou o militar.

    O especialista contou que o Vietnã está considerando a possibilidade de comprar um número pequeno de tanques russos modernos e modernizar os antigos. Porém, devemos nos dar conta que a versão mais moderna do tanque T-72, o T-72B3, que também são usados pelo exército russo, custa por volta de 1,3 milhões de dólares mesmo no mercado interno. Adicionando a tarifa aduaneira mínima, ficaria ao menos em 1,5 milhões.

    No que se trata da modernização dos T-55 e T-62, os engenheiros russos, inclusive o principal produtor Uralvagonzavod, estão propondo todo o leque de variantes. Isto permitiria uma modernização escrupulosamente correspondente às exigências do cliente. No entanto, é preciso levar em conta que uma modernização profunda exige despesas significativas com cada peça de equipamento.

    O preço mínimo por tal tipo de trabalhos atinge os 500 mil dólares por veículo. A modernização ótima, incluindo a instalação de proteção dinâmica, do sistema moderno de comando de fogo, do aparelho de pontaria termográfico e da capacidade de lançamento de mísseis antitanque pelo cano de artilharia da torre, custará pelo menos 1 milhão dólares por unidade.

    "O Vietnã está enfrentando uma escolha complicada. A primeira variante é reparar os tanques antigos e comprar alguns dos modernos para coloca-los em áreas estrategicamente mais perigosas potencialmente. A segunda variante é a modernização profunda em larga escala (e não apenas a reparação!) do parque blindado existente. Claro que a decisão final cabe à parte vietnamita. Mas, do meu ponto de vista, a variante preferencial seria ‘se esforçarem' e comprarem veículos blindados modernos, reduzindo significativamente o número de tanques ultrapassados", resumiu o experiente oficial de blindados Viktor Murahovsky.

    Mais:

    'Tanques civis': o equipamento técnico mais poderoso da Rússia
    Reino Unido receia novos tanques russos (VÍDEO)
    Engenheiros russos criam 'capa de invisibilidade' para Armata
    Tags:
    veículo blindado, defesa, tanque, modernização, importações, T-72, T-72b-3, Ministério da Defesa (Rússia), Vietnã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar