22:07 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    Por
    2380
    Nos siga no

    A Sputnik Brasil convida seus leitores a assistir ao filme russo "Anna Karenina: A História de Vronsky". Nessa superprodução, o amante de Anna Karenina, Vronsky, relata a trágica vida da emblemática personagem russa.

    O filme é uma adaptação livre do clássico da literatura russa, "Anna Karenina", de Lev Tolstói. Na película, passados 30 anos do suicídio de Anna, o seu amante, Vronsky, relata a história do casal ao filho da heroína, Sergei.

    Em meio à Guerra Russo-Japonesa, Sergei procura entender, a partir do relato de Vronsky, por que sua mãe acabou com sua vida tragicamente.

    "É um filme impecável. Uma superprodução que prende a atenção do espectador", disse a diretora de arte Alix Cobelo à Sputnik Brasil.

    Para ela, o filme "traz densidade de uma forma muito fluida", uma vez que cada um de nós pode se identificar com os personagens.

    Uma das cenas mais marcantes do filme é uma eletrizante corrida de cavalos, na qual Anna Karenina não consegue esconder do marido a sua excitação e amor pelo seu amante e cavaleiro, Conde Vronsky.

    "O plano da corrida de cavalos apresenta o filme. Os cavalos saem em disparada, e uma câmera, que deve estar acoplada a um drone, capta a imagem em alta qualidade. Nessa hora percebemos que se trata de uma superprodução com um grande orçamento", disse Cobelo.

    Ator Maksim Matveev em cena do filme Anna Karenina. A História de Vronsky, de 2017
    Ator Maksim Matveev em cena do filme "Anna Karenina. A História de Vronsky", de 2017

    O filme, lançado em 2017, foi dirigido pelo experiente diretor russo Karen Shakhnazarov. Se, durante a URSS, o diretor era identificado com filmes "cult", durante a década de 90 e os anos 2000 passou a produzir filmes para o grande público.

    "Um diretor com essa experiência em filmes de arte não deixa a estética de lado quando faz uma superprodução", explicou Cobelo. "Por isso o filme é tão bonito, com tantas referências."

    "A fotografia se utiliza de um padrão clássico de luz e sombra que me lembra muito os quadros do Caravaggio. A paleta de cores do filme também é bastante única", comentou.

    Atriz Elizaveta Boyarskaya e o diretor Karen Shakhnazarov apresentam o filme Anna Karenina. A História de Vronsky, em Sochi, na Rússia
    © Sputnik / Ekateriana Chesnokova
    Atriz Elizaveta Boyarskaya e o diretor Karen Shakhnazarov apresentam o filme "Anna Karenina. A História de Vronsky", em Sochi, na Rússia

    "Mas a beleza do filme está centrada no personagem Vronsky", disse a diretora. Por mais que o roteiro esteja muito marcado pela Anna Karenina, o filme é capaz de, através das imagens, "colocar o Conde Vronsky no centro da ação".

    "Um filme não conta a sua história somente através do roteiro. Um bom filme, na minha opinião, relata a história através das imagens", disse Cobelo.

    Para ela, o filme "vai interessar a todos os brasileiros, porque apresenta o conceito russo de cinema de forma leve e confortável", além de nos familiarizar com a "história emblemática" de Anna Karenina.

    O filme "Anna Karenina: A História de Vronsky" foi disponibilizado pela plataforma Petra Belas Artes de graça, até o dia 15 de abril. Acesse aqui a obra-prima. A Sputnik Brasil deseja uma ótima sessão de cinema e faz votos para que você possa ficar em casa durante a quarentena.

    Mais:

    Quarentena com Sputnik Brasil: melhor comédia soviética com máquina do tempo e czar russo
    Quarentena com Sputnik Brasil: ficção científica russa pode trazer respostas em tempos de COVID-19
    Quarentena com Sputnik Brasil: Ballet Bolshoi transmite 'O Quebra-Nozes' ao vivo nesta sexta-feira
    Tags:
    cinema russo, Rússia, quarentena, filme, Anna Karenina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar