11:05 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Boris Schnaiderman - tradutor do russo no Brasil

    Boris Schnaiderman, um dos maiores tradutores do russo no Brasil, morre aos 99 anos

    © Sesc em São Paulo / YouTube
    Brasil
    URL curta
    237891

    Um dos maiores intelectuais e tradutores do russo no Brasil, Boris Schnaiderman, morreu na noite desta quarta-feira (18), aos 99 anos, em decorrência de uma pneumonia contraída após uma cirurgia.

    Schnaiderman estava internado desde a semana passada no Hospital Samaritano, em São Paulo, onde passou por uma cirurgia no fêmur.

    O tradutor havia acabado de comemorar seu aniversário, completando 99 anos na terça-feira (17). Seu velório deverá acontecer na quinta-feira (19), entre 8h30 e 14h, no Centro Universitário Maria Antonia. A cremação deverá ocorrer logo em seguida, no Crematório Vila Alpina.

    Schnaiderman de 1957 nasceu em Úman, na Ucrânia, em 1917. Em 1925, com oito anos de idade, emigrou com os pais para o Brasil, formando-se anos depois na Escola Nacional de Agronomia do Rio de Janeiro. Nos anos 1940, naturalizou-se brasileiro, chegando a alistar-se para lutar na Segunda Guerra Mundial como sargento da FEB.

    A carreira de tradutor começou em 1944. Em 1957, Schnaiderman passou a colaborar na imprensa brasileira, tendo publicado desde então diversos livros sobre cultura e literatura, além de versões para obras de Pushkin, Dostoievski, Tolstoi, Tchekhov, Gorki, Maiakovski e outros autores russos.

    Apesar de não ter estudado formalmente Letras, foi escolhido para inaugurar o curso de Língua e Literatura Russa da Universidade de São Paulo em 1960, instituição onde permaneceu até sua aposentadoria, em 1979, e pela qual recebeu o título de Professor Emérito em 2001.

    Em 2003, Schnaiderman recebeu o Prêmio de Tradução da Academia Brasileira de Letras, e em 2007 foi agraciado pelo governo da Rússia com a Medalha Pushkin, em reconhecimento por sua contribuição na divulgação da cultura russa no exterior.

    Tags:
    tradutor, russo, Boris Schnaiderman, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik