05:15 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    1230
    Nos siga no

    Descoberta extremamente importante para história maia foi feita após um século de buscas.

    Após mais de uma centena de anos de escavações, arqueólogos conseguiram realizar esta descoberta histórica em Xunantunich, sítio arqueológico maia, na cidade de Belize, perto da fronteira com Guatemala.

    A temporada arqueológica de 2016 prova ser verdadeiramente excepcional para os arqueólogos em Xunantunich. Só num mês eles descobriram tábuas de pedra com inscrições hieroglíficas dos maias e no dia 28 de julho o primeiro túmulo de um soberano.

    As descobertas vão permitir saber mais sobre a história política dos maias, informa o jornal belga The Reporter.

    ​A câmara funerária foi encontrada em uma profundidade de cinco a oito metros e contém cerâmica, fragmentos de nefrite e restos humanos.  Além disso, na parte noroeste do túmulo foram encontrados os restos de um animal, possivelmente de uma onça.

    Kremlin de Moscou
    © Sputnik / Yury Artamonov
    A construção e as dimensões do túmulo, assim como a presença de nefrite, uma rocha sagrada para os maias, significa que este sitio acolheu uma pessoa muito importante, provavelmente um soberano maia.  A análise dos ossos, dos dentes e do crânio permite concluir que se tratava de um homem de 20 a 30 anos da idade.

    A descoberta surpreendente foi feita pelo professor Jaime Awe, um especialista em história maia e um dos fundadores da arqueologia de Belize. Segundo ele, a coisa mais surpreendente é a própria descoberta, porque as buscas arqueológicas têm sido realizados já durante um século, mas ninguém tinha encontrado nada até o momento. Além do mais, a câmara funerária em Xunantunich é uma das maiores câmaras encontradas na América Central.

    ​O sítio arqueológico de Xunantunich está situado no cimo de uma colina e é famoso por seus frescos e estuques à volta do andar da pirâmide principal. Os arqueólogos estão realizando escavações desde o fim do século XIX, especialmente no lado sul do monumento de El Castillo, que é um dos principais vestígios maias de Belize. Este templo, ladeado por estruturas piramidais, é um dos maiores monumentos dessa civilização, que atingiu o seu pico entre os séculos VII e X da nossa era.

    Mais:

    Descoberta misteriosa pode se tornar nova forma de vida (VÍDEO)
    'Nova' caverna antiga foi descoberta perto de Machu Picchu
    Suja mas deliciosa: na Irlanda foi descoberta manteiga do tempo de Cristo
    Tags:
    túmulo, povo maia, história, arqueologia, descoberta, Guatemala
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar