02:30 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Missão arqueológica egípcia encontra vestígios de um bairro fora das muralhas da capital do Egito datado da era greco-romana na área de Al-Shatbi, em Alexandria.

    Restos de um subúrbio residencial e comercial localizado fora das muralhas da capital do Egito foram descobertos na área de Al-Shatbi, em Alexandria, pela missão arqueológica egípcia, segundo informações do Egypt Today publicadas nesta sexta-feira (27).

    No total, cerca de 40 poços e cisternas de água, ânforas de barro, vasos, lâmpadas, instrumentos de pesca como redes de pesca, além de restos de estátuas de mármore de divindades, imperadores e guerreiros foram escavados na área. Além de vários fornos, lojas de mantimentos e restos de um santuário junto com 700 moedas.

    Restos de um subúrbio residencial e comercial localizado fora das muralhas da capital do Egito durante a era greco-romana descobertos na área de Al-Shatbi em Alexandria
    © Foto / Ministério das Antiguidades
    Restos de um subúrbio residencial e comercial localizado fora das muralhas da capital do Egito durante a era greco-romana descobertos na área de Al-Shatbi em Alexandria

    Os achados datam da era greco-romana e o bairro era supostamente usado por viajantes, visitantes e mercadores. O secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa Waziri, anunciou que a descoberta revelou as múltiplas atividades que ocorriam nas paredes externas da capital desde o século II a.C. até o século IV d.C.

    A missão encontrou 40 poços de água e cisternas, ânforas de barro, vasos, lâmpadas, instrumentos de pesca e restos de estátuas de mármore de divindades, imperadores e guerreiros
    © Foto / Ministério das Antiguidades
    A missão encontrou 40 poços de água e cisternas, ânforas de barro, vasos, lâmpadas, instrumentos de pesca e restos de estátuas de mármore de divindades, imperadores e guerreiros

    O local abrigava espécie de pousadas para os visitantes ficarem até a autorização para entrada na capital e também depósitos para os comerciantes guardarem suas mercadorias e conferirem para decidir o valor dos impostos devidos.

    O chefe do antigo setor egípcio, Ayman Ashmawy, afirmou que esses artefatos recém-descobertos revelaram que o bairro tinha um mercado que abrigava oficinas para a fabricação de estátuas e instrumentos de pesca. Ashmawy acrescentou que o local servia como centro para os pescadores da época porque a maioria das peças descobertas são relacionadas com a atividade pesqueira.

    Mais:

    'Pompeia Jurássica': pedreira britânica revela fósseis extraordinários de animais marinhos (FOTOS)
    Navio militar e túmulos gregos são encontrados em antiga cidade submersa no Egito (FOTOS)
    Descobrem cestas de frutas de 2.300 anos em ruínas de cidade submersa na costa do Egito (FOTO)
    Tags:
    Alexandria, Egito, bairros residenciais, comercial, arqueologia, sítio arqueológico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar