23:13 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    Os cientistas, usando a tecnologia de edição do DNA, modificaram o genoma de uma espécie de opilião, um aracnídeo conhecido por suas patas muito longas, para criar um inseto com patas curtas.

    Os cientistas modificaram o DNA de vários aracnídeos da espécie Phalangium opilio, de acordo com o estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B.

    O objetivo do trabalho foi o estudo do genoma deste tipo de aracnídeos, pouco conhecido. Os pesquisadores sequenciaram o DNA dos espécimes e verificaram os genes que levam ao desenvolvimento de suas patas longas, "característica importante deste grupo".

    As modificações genéticas foram possíveis graças à tecnologia de edição do DNA. Os cientistas provaram a função de três genes específicos. Após eliminá-los, as mutações diminuíram o comprimento de seis das oito patas dos insetos.

    "O genoma dos opiliões tem um grande potencial para esclarecer a complexa história da evolução do genoma e do plano corporal dos aracnídeos, bem como para revelar como os opiliões obtêm suas patas longas únicas", disse o autor principal do estudo, Guilherme Gainett.

    ​Genoma do Pholcidae mostra a evolução das patas de aracnídeos

    Os cientistas queriam descobrir como os genes dão origem a novas características dos aracnídeos, como dentes de aranha e pinças de escorpião, e também usar o genoma para desenvolver os primeiros coletores transgênicos, explicou o cientista.

    Os pesquisadores esperam que o estudo facilite o desenvolvimento de ferramentas mais sofisticadas para a ciência genética.

    Mais:

    Extinção dos dinossauros: cientistas descobrem de onde veio asteroide que os matou
    Publicada FOTO detalhada das crateras marcianas que escondem passado vulcânico do planeta
    Nova espécie de planta carnívora é descoberta na costa do Pacífico dos EUA (FOTOS)
    Cientistas criam mapa de temperatura do asteroide valiosíssimo Psyche 16
    Tags:
    estudo, cientistas, aranhas, DNA, genoma
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar