17:49 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0141
    Nos siga no

    Os ventos solares provocaram uma ruptura no campo magnético de nosso planeta, informa portal SpaceWeather.com.

    O campo magnético da Terra é crucial para a vida de todos os seres vivos, já que protege a camada de ozônio dos raios cósmicos e da radiação nociva.

    De acordo com NASA, o vento solar é criado pela expansão do plasma da atmosfera mais externa do Sol. Este plasma é continuamente aquecido a tal ponto que a gravidade do Sol não consegue retê-lo. À medida que o Sol gira, ele enrola suas linhas do campo magnético sobre suas regiões polares em uma grande espiral rotativa, criando uma corrente constante de "vento".

    Segundo informa o portal, recentemente os meteorologistas espaciais estimaram que a velocidade dos ventos solares atingiu 400 km/s quando eles atingiram a Terra.

    A Terra está entrando em uma corrente de vento solar fluindo a cerca de 400 km/s de um buraco sinuoso na atmosfera do Sol. O primeiro contato, que ocorreu no início de 28 julho, abriu uma fenda no campo magnético da Terra, provocando um episódio de várias horas de agitação geomagnética de pequenas proporções (Kp=4). Até agora não foram registradas auroras.

    Esta investida espacial originou uma agitação geomagnética, e embora o alcance dos ventos solares não seja grande o suficiente para categorizá-los como uma tempestade solar, os ventos causaram distúrbios de pequena escala dentro da magnetosfera da Terra.

    Os ventos podem atingir a superfície do planeta em vários dias e quebrar redes de energia, bem como o funcionamento dos satélites.

    Além dessas consequências negativas, os ventos solares podem causar auroras perto dos polos. De acordo com o Centro de Previsão Meteorológica Espacial dos EUA, a interação atual do campo magnético da Terra e do vento solar pode não só afetar os sistemas tecnológicos, mas também as atividades humanas.

    Mais:

    NASA enviará 2 missões a Vênus para descobrir como o planeta semelhante à Terra se tornou um inferno
    'Feliz coincidência': VÍDEOS mostram pela 1ª vez ejeções de massa coronal do Sol
    Forte erupção solar de classe X alcança Terra pela 1ª vez em 4 anos (VÍDEO)
    Tags:
    Sol, erupção solar, campo magnético, Terra, aurora polar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar