11:33 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    Ao examinar detalhadamente as oscilações internas e composição química de 95 estrelas gigantes vermelhas, uma equipe de astrônomos liderada pela Universidade de Birmingham, Reino Unido, conseguiu determinar que a Via Láctea colidiu com uma pequena galáxia misteriosa conhecida como Gaia Enceladus há cerca de 10 bilhões de anos.

    Cientistas também descobriram que muitas das estrelas da Via Láctea já se haviam formado antes desta fusão. Atualmente estas estrelas podem ser encontradas principalmente no disco grosso da galáxia, a maior das duas estruturas de disco da Via Láctea, avança portal Science Alert.

    "A composição química, localização e movimento das estrelas que podemos observar presentemente na Via Láctea contêm informações preciosas sobre sua origem", disse a astrônoma Josefina Montalbán da Universidade de Birmingham.

    "À medida que aumentamos nosso conhecimento de como e quando estas estrelas foram formadas, nós podemos começar a entender melhor como a fusão de Gaia Enceladus com a Via Láctea afetou a evolução de nossa galáxia", explicou.

    Nossa galáxia passou por tempos bastantes violentos ao longo dos 13,6 bilhões de anos desde sua formação. Via Láctea tem constantemente devorado galáxias menores, apropriando-se de suas estrelas.

    Com a ajuda do telescópio Kepler, que foi otimizado para procurar mudanças no brilho das estrelas, já que essa é uma das formas como podemos detectar exoplanetas orbitando esses astros, foram coletados dados astrosismológicos sobre um grupo de estrelas.

    Duas galáxias em fusão na constelação de Aires
    Duas galáxias em fusão na constelação de Aires

    A equipe de Montalbán escolheu uma quantidade de estrelas gigantes vermelhas com baixa metalicidade, já que têm um longo período de vida e são intrinsecamente brilhantes.

    A espectroscopia revelou que algumas das estrelas se originaram em Gaia Enceladus e a asterosismologia revelou que estes astros tinham todos a mesma idade, de cerca de 10 bilhões de anos, ou eram ligeiramente mais jovens do que as estrelas que se formaram originalmente na Via Láctea.

    Isso sugere que a Via Láctea já havia formado um bom número de suas estrelas, e estava fazendo isso ativamente antes da fusão com Gaia Enceladus. Isto apoia as conclusões anteriores que a fusão entre a Via Láctea e Gaia Enceladus ocorreu há cerca de 10 bilhões de anos.

    Mais:

    Colisões de nuvens podem desencadear formação estelar no espaço, aponta estudo
    IMAGEM captada pelo Hubble mostra detalhes de importante aglomerado de galáxias
    Telescópio Hubble capta aglomerado massivo de galáxias a mais de 3 bilhões de anos-luz (FOTO)
    Tags:
    Espaço, fusão, astronomia, Via Láctea, galáxias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar