03:01 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    Escavações em grande necrópole do século XII, na Alta Idade Média, perto da cidade de Radnevo, no centro-sul da Bulgária, revelaram uma coleção inestimável de joias de vidro, bronze e prata.

    Um inventário de joias medievais particularmente rico foi encontrado em uma necrópole do século XII perto de Znamenosets e Radnevo, no centro-sul da Bulgária. A coleção inclui colares de miçangas de vidro, pulseiras de vidro, pulseiras de bronze e pingentes de templo de prata.

    O inventário de sepulturas medievais particularmente rico foi encontrado perto de Znamenosets e Radnevo, no sul da Bulgária, nele os arqueólogos encontraram colares de contas de vidro, pulseiras de vidro, pulseiras de bronze e pingentes de templo de prata
    © Foto / Instituto Nacional e Museu de Arqueologia
    O inventário de sepulturas medievais particularmente rico foi encontrado perto de Znamenosets e Radnevo, no sul da Bulgária, nele os arqueólogos encontraram colares de contas de vidro, pulseiras de vidro, pulseiras de bronze e pingentes de templo de prata

    O grande número de preciosidades estava presente em algumas sepulturas dentre as dezenas de novas descobertas arqueológicas. A necrópole medieval em questão fazia parte de um assentamento que também era habitado consistentemente no Neolítico (Nova Idade da Pedra), Calcolítico (Eneolítico, Idade do Cobre), Idade do Bronze e Idade do Ferro.

    Tumba nº 292 da necrópole medieval perto de Radnevo, na Bulgária. O túmulo tinha um rico estoque de joias de vidro, bronze e prata
    © Foto / Equipe Arqueológica, catálogo oficial da exposição
    Tumba nº 292 da necrópole medieval perto de Radnevo, na Bulgária. O túmulo tinha um rico estoque de joias de vidro, bronze e prata

    Sabe-se que no século XII, a área do atual Radnevo, distrito de Stara Zagora, ainda fazia parte do Império Bizantino. No final do século, a Bulgária medieval foi restaurada como o Segundo Império Búlgaro, que foi de 1185 a aproximadamente 1396-1422. Portanto, os túmulos em questão referem-se ao período de ocupação bizantina medieval da Bulgária nos séculos XI e XII, mas é muito provável que a população local pertença à etnia búlgara medieval.

    Os achados das escavações arqueológicas da necrópole medieval do que é conhecido como um assentamento de "várias camadas", devido ao fato de ter sido habitado por milhares de anos, foram apresentados na Exposição de Arqueologia Búlgara, aberta em fevereiro de 2021.

    Jóias de vidro, bronze e prata, a maioria delas encontradas no túmulo nº 292, das escavações arqueológicas de 2020 da necrópole do século XII perto de Radnevo, na Bulgária, agora em exibição no Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sofia
    Jóias de vidro, bronze e prata, a maioria delas encontradas no túmulo nº 292, das escavações arqueológicas de 2020 da necrópole do século XII perto de Radnevo, na Bulgária, agora em exibição no Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sofia

    As joias recém-encontradas estão entre os principais objetos da exposição anual do Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sofia, que tradicionalmente mostra ao público as descobertas arqueológicas mais intrigantes do ano anterior.

    Braceletes de vidro encontrados nas escavações arqueológicas da necrópole do século XII perto de Radnevo, na Bulgária, em exibição na Exposição de Arqueologia Búlgara no Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sofia
    Braceletes de vidro encontrados nas escavações arqueológicas da necrópole do século XII perto de Radnevo, na Bulgária, em exibição na Exposição de Arqueologia Búlgara no Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sofia

    Mais:

    Arqueólogos descobrem na Bulgária assentamento desconhecido da Idade Média (FOTOS)
    Tesouro romano do século III escondido durante invasão bárbara é descoberto na Bulgária (FOTO)
    Ornamento de ouro centenário de valor inestimável é encontrado em forte histórico na Índia (FOTO)
    Tags:
    museu, exibição, sepulturas, Bulgária, Idade Média, medieval, joias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar