11:57 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    370
    Nos siga no

    Rover Yutu 2 retomou suas atividades de exploração em 6 de fevereiro de 2021, depois de ter hibernado durante frio intenso da noite lunar. Mas antes disso, o aparelho se deparou com uma rocha curiosa que foi denominada de "marco miliário".

    De acordo com o diário do rover chinês publicado pelo Our Space, o canal de divulgação de informações científicas afiliado à Administração Espacial Nacional da China (CNSA, na sigla em inglês) a equipe encontrou uma rocha alongada e decidiu inspecioná-la de perto.

    Então, os cientistas planejaram analisar a rocha usando um espectrômetro de imagem visível e infravermelho próximo (VNIS, na sigla em inglês).

    Este instrumento tem sido usado para explorar e analisar outras rochas, bem como amostras de regolito ao longo do trajeto do rover através da cratera Von Karman, localizada no hemisfério sul, no lado oculto da Lua.

    Embora a rocha não tenha uma aparência interessante para pessoas comuns, a descoberta gerou interesse entre cientistas lunares.

    • Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      © Foto / CNSA
    • Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      © Foto / CNSA
    • Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
      © Foto / CNSA
    1 / 3
    © Foto / CNSA
    Rover lunar chinês Yutu 2 descobre rocha de aspecto estranho no lado oculto da Lua
    "[O objeto] parece ter a forma de um fragmento, e está sobressaindo do solo. Isto é definitivamente incomum", disse Dan Moriarty, estagiário do programa de pós-doutoramento no Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA, nos EUA.

    Uma vez que a rocha ainda mantém a mesma forma e apresenta uma crista pronunciada perto da sua borda, cientistas assumem que o objeto é jovem em termos geológicos, escreve portal Space.

    "Impactos contínuos, pressões resultantes do ciclo térmico e outras formas de intemperismo na superfície lunar com o passar do tempo tendem a quebrar rochas em formas mais ou menos 'esféricas", disse Moriaty.

    Cientistas acreditam que rochas com esta forma poderiam ter sido criadas através da espalação, um processo no qual fragmentos de material são ejetados de um corpo devido ao impacto ou pressão.

    Mais:

    Caso encerrado? Visitante interestelar Oumuamua pode ser pedaço de planeta destruído
    Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas
    Muitomuitolonge? Cientistas confirmam qual é o objeto mais distante no Sistema Solar
    Tags:
    exploração, China, missão espacial, sonda espacial, Lua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar