23:14 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    A agência espacial norte-americana NASA planeja levar ao espaço, em 2023, um telescópio dentro de um balão do tamanho de um campo futebol para entender melhor a formação das estrelas.

    A equipe do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA trabalha em um projeto ambicioso: transportar um telescópio de 2,5 metros de altura para a estratosfera dentro um balão do tamanho de um campo de futebol. Inflado com hélio, o balão terá 150 metros de largura e será capaz de atingir uma altitude de 40 quilômetros.

    O Telescópio Estratosférico Astrofísico para Observações de Alta Resolução Espectral em comprimentos de onda submilimétricas (ASTHROS, na sigla em inglês) terá quatro missões. Irá mapear a presença de dois tipos específicos de íons de nitrogênio, "que podem revelar locais onde ventos de estrelas massivas e explosões de supernovas remodelaram a forma de nuvens de gás nessas regiões", explica a NASA em comunicado.

    Em seguida, os primeiros mapas 3D detalhados serão criados com informações sobre densidade, velocidade e movimento dos gases nessas regiões. "O mapeamento de nitrogênio que faremos com o ASTHROS nunca foi feito antes e será emocionante ver como essas informações ajudam a criar modelos mais precisos", comenta Jorge Pineda, principal pesquisador da missão ASTHROS.

    O terceiro objetivo é observar a galáxia Messier 83 para reunir mais informações sobre o sistema de resposta estelar. "Acho que entendemos que o sistema de resposta estelar é o principal regulador da formação de estrelas ao longo da história do universo", afirma Pineda.

    Por fim, a estrela anã laranja TW Hydrae também receberá atenção do telescópio, que irá medir a massa do grande disco de poeira e gás que cerca o corpo celeste. Essa observação pode ajudar os astrônomos a entender como diferentes tipos de planetas se formam nos jovens sistemas solares.

    Mapa da NASA demonstra a localização da estrela TW Hydrae e do grupo de estrelas vizinhas
    © NASA . JPL-Caltech
    Mapa da NASA demonstra a localização da estrela TW Hydrae e do grupo de estrelas vizinhas

    O lançamento do ASTHROS está programado para 2023 na Antártica e o balão deve realizar duas ou três voltas ao redor do Polo Sul durante três a quatro semanas. Quando a missão estiver concluída, será enviado um comando para separar o balão da gôndola, que retornará à Terra em um paraquedas para eventual reutilização.

    Mais:

    Anãs brancas podem ser fontes de elemento essencial para a vida no Universo
    NASA: asteroides potencialmente perigosos se aproximam da Terra durante toda a semana
    Sonda espacial da NASA tira FOTOS impressionantes da maior lua do Sistema Solar
    Clarão de luz ultravioleta visto pela 2ª vez ajudaria a calcular aceleração do Universo (FOTO)
    Tags:
    galáxia, estrela anã, Universo, telescópio, NASA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar