05:38 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)
    0 90
    Nos siga no

    O número de casos do novo coronavírus registrado no mundo bateu recorde pelo segundo dia consecutivo neste sábado (18), informou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

    O aumento de pessoas infectadas foi de 259.848 em 24 horas. As maiores taxas ocorreram nos Estados Unidos, Brasil, Índia e África do Sul. 

    O recorde anterior de aumento de casos tinha sido registrado na sexta-feira (17), quando foram contabilizados 237.743 novas infecções, segundo publicado pela agência Reuters.

    Índia supera 1 milhão de casos

    De acordo com a OMS, foram registrados 71.484 novos casos nos EUA, 45.403 no Brasil, 34.884 na Índia e 13.373 na África do Sul. Na sexta-feira (16), a Índia se tornou o terceiro país do mundo a atingir mais de 1.000.000 de casos, atrás do Brasil e dos EUA. Especialistas, no entanto, alertam que o pico da epidemia não foi atingido no país asiático. 

    O número de mortes global, por sua vez, subiu 7.360 neste sábado (18), maior registro desde 10 de maio. A média diária de óbitos em julho é de 4.800, pouco acima da média de junho, que foi de 4.600.

    A COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, já matou quase 600.000 no mundo, com mais de 14.000.000 de casos, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. 

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)

    Mais:

    Alemanha diz que saída dos EUA da OMS é um retrocesso para cooperação internacional
    Inspeções da OMS pela origem da COVID-19 podem ocorrer em outros países, diz China
    África chega a 600 mil casos da COVID-19, diz OMS
    Tags:
    mundo, casos, Índia, África do Sul, EUA, Brasil, OMS, saúde, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar