02:02 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    230
    Nos siga no

    Com ajuda da Europa, a agência espacial norte-americana pretende obter mais informações sobre o planeta mais quente do Sistema Solar, incluindo um mapa 3D e campo gravitacional.

    A NASA falou sobre os detalhes de sua missão VERITAS a Vênus, que a agência espacial disse que revelaria os mistérios do planeta mais semelhante à Terra em tamanho.

    O projeto VERITAS, que a NASA planeja lançar em 2026 com seus parceiros, a Agência Espacial Francesa, a Agência Espacial Alemã e a Agência Espacial Italiana, orbitará o planeta irmão e criará mapas 3D com a ajuda de um sistema de radar de alta tecnologia.

    O programa também medirá o campo gravitacional de Vênus, a fim de determinar o interior do planeta. O espectrômetro infravermelho próximo do VERITAS descobrirá de que é feita a superfície do planeta. Além disso, a missão estudará as estruturas de deformação e os processos geológicos.

    "Determinar se Vênus está passando neste momento por atividade vulcânica e compreender qual é o processo que está impulsionando é uma das questões realmente emocionantes que eu adoraria ver respondidas", afirmou Jennifer Whitten, membro da equipe científica do VERITAS na Universidade de Tulane, no estado de Louisiana, EUA.

    Muitos cientistas acreditam que Vênus já teve água em sua superfície. A agência espacial norte-americana espera que o VERITAS responda a esta pergunta e desvende mistérios que possam explicar por que o planeta irmão da Terra evoluiu de forma tão diferente.

    Vênus tem uma atmosfera espessa, que prende o calor no planeta, tornando-o o mais quente do Sistema Solar. As temperaturas na superfície atingem 500 ºC, o que é suficiente para derreter o chumbo.

    Vênus também tem uma pressão atmosférica intensa que esmagará qualquer ser humano como uma panqueca. Apesar destas condições perigosas, mais de 40 naves espaciais examinaram o planeta e a União Soviética chegou até a aterrissar sua sonda Venera 13 na superfície. A sonda funcionou durante duas horas.

    Mais:

    Viagem tripulada a Marte seria melhor com passagem por Vênus, afirmam astrônomos
    NASA simula pôr do sol em planetas do nosso Sistema Solar em VÍDEO espetacular
    Vênus foi habitável? Estudo indica que devastação transformou planeta em 'estufa infernal'
    Tags:
    União Soviética, Sistema Solar, EUA, Louisiana, Vênus, NASA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar