03:11 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Depois de 26 anos adormecida, uma fonte ultrabrilhante de raios X despertou entre as nossas vizinhas galácticas: galáxias anãs que orbitam a Via Láctea – Grande Nuvem de Magalhães e Pequena Nuvem de Magalhães.

    Trata-se do segundo objeto próximo da nossa galáxia cujo brilho emitido é superior a um milhão de sóis.

    O pulsar se encontra na Ponte de Magalhães – uma corrente de gás e estrelas que une ambas as galáxias. Objeto, conhecido como RX J0209.6-7427, foi detectado pela primeira vez em 1993 durante uma erupção que durou seis meses.

    Com base nos dados, acredita-se que RX J0209.6-7427 seja um sistema binário que contém uma estrela de nêutrons e outro astro luminoso raro da classe Be, que é muito quente e gira a enormes velocidades. Com relação ao astro da classe Be, não se sabe qual é a natureza da fonte dele.
    Um pulsar - estrela de nêutrons muito pequena e muito densa
    © AP Photo / NASA, JPL-Caltech
    Um pulsar - estrela de nêutrons muito pequena e muito densa

    Desde 1993, o objeto não se manifestava, conforme estudo liderado por Amar Deo Chandra e publicado pela revista Royal Astronomical Society. A última erupção de luz ocorreu em novembro de 2019, tendo sido observada pelo satélite indiano AstroSat.

    As características do RX J0209.6-7427 permitem posicioná-lo como uma fonte de raios X ultrabrilhante. Suas explosões podem ser vistas como pequenos pontos no céu, mas, na realidade, emitem um brilho comparável à luminescência de galáxias inteiras.

    A natureza destas fontes por enquanto continua sendo desconhecida, podendo ser buracos negros de tamanho médio ou estrelas de nêutrons que absorvem o material de corpos celestes próximos e rodeados por um disco de acreção.

    Mais:

    Como galáxias e buracos negros crescem juntos?
    Colisão cósmica entre Via Láctea e galáxia anã Sagitário poderia ter formado Sistema Solar (VÍDEO)
    Viagem virtual ao 'coração' da Via Láctea mostra evolução do centro da galáxia
    Tags:
    pulsares, Via Láctea, galáxia, estrelas, corpo celeste, erupção, Universo, buraco negro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar