08:30 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1192
    Nos siga no

    A nova imagem divulgada pela NASA captada pelo Orbitador de Reconhecimento de Marte (MRO, na sigla em inglês) mostra uma espécie de "buraco negro" em contraste com a superfície clara do planeta.

    Se você teve alguma vez teve pesadelos onde caía em um profundo buraco escuro, esta fotografia pode tornar os sonhos em realidade.

    Foi possível fazer a surpreendente foto graças a uma potente câmera do Experimento Científico de Imagens de Alta Resolução (HiRISE, na sigla em inglês), que tem registrado imagens de Marte desde 2006. A equipe cientifica da Universidade de Arizona aumentou o brilho da câmera para conseguir ver algo no abismo.

    Isso nos leva a uma grande questão, o que está se escondendo nas profundezas escuras de Marte?

    Imagem de abismo negro em Marte
    Imagem de abismo negro em Marte
    "O piso do poço parece ser composto de areia lisa, com um declive para sudeste", disse em comunicado o co-investigador do projeto HiRISE, Ross Beyer. "Esperávamos determinar se se tratava de um poço isolado ou se era uma claraboia em um túnel, igual às aberturas nos tubos de lava subterrâneos encontrados por todo o Havaí".

    Os cientistas acreditam que Marte pode abrigar cavernas vulcânicas, que poderiam ser locais fascinantes para futuros rovers ou explorações humanas. Poços semelhantes a este descoberto pelo MRO podem ser entradas para estes mundos subterrâneos desconhecidos.

    Um buraco ou uma cratera na superfície de Marte
    Um buraco ou uma cratera na superfície de Marte

    "Obviamente não conseguimos ver nenhum tipo de túneis visíveis nas paredes, porém eles poderiam estar em outras paredes que não são visíveis", concluiu Beyer.

    Mais:

    Sonda da NASA descobre quantidade surpreendente de água na atmosfera de Júpiter
    NASA captura fantástica 'borboleta cósmica' produzida por explosão de estrela (FOTO)
    Tags:
    Universidade de Arizona, superfície, Marte, NASA, ciência, cratera
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar