05:34 08 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    150
    Nos siga no

    Lançado em 2003, o aparelho tinha como objetivo observar o espectro infravermelho do universo.

    A NASA anunciou o fim de sua missão Spitzer Space Telescope, após mais de 16 anos em funcionamento.

    "Após a confirmação do encerramento do Spitzer, o gerente de projeto Joseph Hunt anunciou oficialmente o fim da missão", disse a NASA em um comunicado.

    O legado de Spitzer vai continuar vivo! Após mais de 16 anos de estudo de infravermelhos no universo, a missão do telescópio espacial chegou ao fim. Um dos nossos maiores observatórios será lembrado por suas descobertas.

    Lançado em 2003 acima da atmosfera da Terra para fazer observações do Universo, o telescópio era o mais sensível no espectro infravermelho, permitindo vários avanços no conhecimento espacial nessa matéria.

    A missão principal do telescópio terminou em 2009, quando ele esgotou sua reserva de líquido refrigerante de hélio necessário para operar dois de seus três instrumentos, o Espectrógrafo de Infravermelho e o Fotômetro de Imagem Multibanda para Spitzer, continuando a utilizar parte do instrumento que ainda funcionava, a Câmera de infravermelho de Matriz, durante mais tempo que o que os cientistas da NASA planejavam, afirma o comunicado.

    Além disso, a agência espacial desenvolveu o mais avançado telescópio espacial James Webb, que poderá substituir o aparelho em 2021, mas que já teve lançamento adiado duas vezes.

    Hoje é o dia. Após 16 anos de observação da nossa galáxia fria, escura e poeirenta, estamos nos despedindo do nosso Grande Observatório.

    Thomas Zurbuchen, chefe interino do departamento de ciências da NASA, relatou que Spitzer ensinou aspectos completamente novos do espaço e ajudou a entender melhor como o universo funciona.

    Um dos maiores restos da supernova na Via Láctea, nomeada HBH 3 e captada pelo telescópio NASA Spitzer
    Um dos maiores restos da supernova na Via Láctea, nomeada HBH 3 e captada pelo telescópio NASA Spitzer

    A agência espacial norte-americana espera que os cientistas de todo o mundo continuem a utilizar os dados recolhidos pelo telescópio para fazer novas descobertas.

    Mais:

    Sonda da NASA coleta pela 1ª vez dados das condições da superfície de exoplaneta (VÍDEO)
    Asteroides e galáxias: outubro recheado de surpresas espaciais nunca antes vistas
    NASA examina exoplaneta tão quente que nem moléculas de hidrogênio conseguem suportar
    Tags:
    espaço, NASA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar