22:24 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    432
    Nos siga no

    Um especialista acredita que o Planeta Azul poderia ser atingido mais uma vez por um asteroide de dimensões semelhantes às do que matou os dinossauros.

    Há 66 milhões anos, nosso planeta foi impactado por uma rocha espacial de 16 quilômetros de largura, o que resultou no fim do reinado dos dinossauros.

    Estima-se que asteroides desse mesmo tamanho atinjam a Terra uma vez a cada 100 milhões de anos em média.

    Como já se passaram 66 milhões de anos desde o último fenômeno, o planeta corre risco de passar pelo mesmo problema em um futuro relativamente próximo, opina o matemático Robert Walker.

    Potencial destruidor

    A NASA contabilizou 90% dos Objetos Próximos à Terra (NEO) rastreados que têm mais de um quilômetro de tamanho. Isso significa que ainda existem 10% de asteroides perigosos que não foram detectados.

    Anualmente, há uma chance em 300.000 de que uma rocha espacial poderia causar danos à Terra, calcula a agência espacial americana, que atualmente está estudando o asteroide Bennu, onde a sua nave espacial OSIRIS-Rex chegou em 2018 para recolher dados.

    Asteroide Bennu
    © AP Photo / NASA/Goddard/Universidade do Arizona
    Asteroide Bennu

    A NASA teme que o asteroide, que tem o potencial de destruir um país inteiro na Terra, possa atingir o nosso planeta nos próximos 120 anos, com o próximo voo de aproximação em 2135, informa o tabloide britânico Express.

    A missão dará informações vitais sobre como desviar os asteroides da sua rota de colisão com a Terra.

    Mais:

    Alienígenas 'alertaram' o mundo sobre asteroide 'Deus do Caos', segundo ufólogo
    Asteroides em fila? Terra terá passagem de trio de rochas espaciais na quarta-feira
    NASA revela data em que asteroide do tamanho da pirâmide de Gizé poderia atingir Terra
    Tags:
    colisão, Terra, NASA, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar