15:47 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Protótipo do satélite Glonass-K

    Rússia planeja renovar seu sistema orbital Glonass em 2020

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2140
    Nos siga no

    A Rússia planeja realizar cinco lançamentos de satélite de navegação em 2020 para renovar o seu Sistema Orbital Global de Navegação por Satélite, Glonass.

    Segundo uma fonte da Corporação Estatal de Atividades Espaciais Roscosmos, revelou à Sputnik, todos os lançamentos serão realizados no Cosmódromo de Plesetsk, no norte do país, com foguetes Soyuz-2.

    "No próximo ano (2020), planejamos lançar os dois últimos satélites da série Glonass-M e começar a renovar a constelação orbital com dispositivos de nova geração. Será realizado o lançamento de dois satélites Glonass-K e o primeiro dispositivo do Geração Glonass-K2", informou o interlocutor da agência Sputnik.

    Os satélites Glonass-K e Glonass-K2, da nova geração, são diferentes do dispositivo da geração anterior, Glonass-M, pois emitem um número maior de sinais de navegação (o Glonass-M emite cinco sinais e os Glonass-K e Glonass-K2 emitem sete e nove sinais, respectivamente).

    Os novos satélites também são superiores em termos de tempo de serviço. Glonass-M operam durante sete anos, contra dez anos dos Glonass-K e Glonass-K2.

    Atualmente, a frota orbital dos satélites russos Glonass possui 27 dispositivos espaciais, incluindo 25 satélites Glonass-M e dois satélites Glonass-K.

    Destes, 23 estão operando de acordo com sua designação funcional, um está em reserva orbital, um está em fase de testes e os outros dois estão em manutenção.

    Para cobrir toda a superfície da Terra com sinais de geolocalização o sistema Glonass precisa de 24 satélites operacionais.

    Criado em tempos da União Soviética e lançado em 1993, o sistema Glonass, análogo ao GPS dos EUA, determina em tempo real com grande precisão as coordenadas da localização e os parâmetros de movimento (velocidade e altura) dos objetos localizados no ar, terra ou mar.

    Como no caso de outros sistemas similares, Glonass pode ser usado para observar desastres naturais, realizar operações de resgate e possui aplicações comerciais como, por exemplo, segurança no trânsito e cobrança de pedágios.

    Mais:

    Glonass: nova base do GPS russo será inaugurada na região Norte do Brasil
    Argentina se diz pronta para receber instalações do sistema de navegação russo Glonass
    Concorrente do GPS: GLONASS russo conquista América Latina
    Tags:
    tecnologia, sistema de navegação global, sistema de navegação, GPS, Glonass, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar