15:15 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Iceberg near Hooker Island, Franz Josef Land, Russia

    Rachaduras quilométricas podem desprender iceberg gigantesco em geleira na Antártica (VÍDEO)

    © Sputnik / Vera Kostamo
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    Com a ajuda de imagens dos satélites Sentinel 1 e 2, da Agência Espacial Europeia (ESA), cientistas conseguiram detectar fissuras enormes e sua rápida expansão na geleira de Pine Island, na Antártica.

    Segundo especialistas da agência espacial, com a evolução alarmante dessas rachaduras, constatadas no início deste ano, elas atingem agora um comprimento de aproximadamente 20 quilômetros.

    Estas fissuras surgiram após o descolamento do iceberg B-46, de 225 km², e as observações deste crescimento progressivo indicam que "em breve haverá outro iceberg de proporções semelhantes", diz Mark Drinkwater, chefe da Divisão de Ciências da Terra e Missão da ESA.

    As dimensões desse novo iceberg são comparáveis ao tamanho de Paris ou Manhattan, comenta o especialista da agência, Erwan Rivault.

    A geleira de Pine Island, que compreende cerca de 10% da camada de gelo da Antártica, é responsável por 25% da perda de gelo do continente. A sua espessura média de aproximadamente 500 metros sofreu uma série de quebras ao longo dos últimos 30 anos, algumas das quais alteraram abruptamente a sua forma.

    O centro da camada de gelo antártica ocidental é conectado ao oceano pela geleira Pine Island junto com a geleira vizinha de Thwaites.

    Mais:

    Alerta climático? Aquecimento estratosférico repentino na Antártica poderia afetar Austrália
    Iceberg maior que cidade de São Paulo se desprende da Antártica (FOTOS)
    Derretimento da Antártida pode elevar nível do mar mais de 20 metros
    Tags:
    Agência Espacial Europeia (ESA), iceberg, geleira, Antártica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar