13:29 04 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    160
    Nos siga no

    Um grupo de cientistas encontrou um excesso de platina no material sedimentar extraído de depósitos localizados na África do Sul, o que demostraria que a Terra sofreu "um impacto cósmico" 12.800 anos atrás.

    Segundo uma recente publicação na revista científica Palaeontologia Africana, o material sedimentar extraído de depósitos de turfa localizados em Wonderkrater (Limpopo, África do Sul) demostraria que a Terra sofreu "um impacto cósmico" 12.800 anos atrás.

    Esta descoberta apoia a teoria segundo a qual o cometa Clovis colidiu com o nosso planeta cerca de 13 milênios atrás e que isso deu início a uma etapa de resfriamento no fim do Pleistoceno, entre 12.800 e 11.500 anos, provocando a extinção de muitas espécies animais.

    A platina analisada costuma estar presente em meteoritos e corresponderia a esse período. A equipe dirigida por Francis Thackerey afirma que o impacto de "um objeto desintegrado suficientemente grande" poderia ter espalhado esse elemento químico por todo o mundo.

    Descobertas similares

    Os cientistas já tinham encontrado restos similares na América, Europa e no Oriente Médio, mas é a primeira vez que se encontra uma possível evidência desse acontecimento na África.

    'Hipóteses controversas'

    "Nossa descoberta apoia, pelo menos parcialmente, a hipótese muito controversa do impacto do Dryas Recente [breve fase de clima frio no final do Pleistoceno]", mas é preciso "investigar seriamente" se a queda de um asteroide em algum lugar da Terra provocou alterações climáticas globais e contribuiu para a extinção de grandes animais após a última Idade do Gelo, explica Thackeray.

    Mamute - animal extinto (imagem ilustrativa)
    © CC BY 2.0 / Tyler Ingram
    Mamute - animal extinto (imagem ilustrativa)

    Por sua parte, o geólogo estadunidense Allen West destaca a importância desta investigação porque sugere que o Dryas Recente "teve efeitos globais", enquanto outros cientistas que não concordam com a teoria argumentam que existe uma "discrepância" de datas entre os vários lugares analisados.

    Mais:

    Extinção humana? Cientista alerta NASA sobre destruição de asteroides 'furtivos'
    Dragão de ferro: achado fóssil de gigantesco voador pré-histórico na Austrália (FOTOS)
    Orbitador indiano de missão problemática detecta partículas carregadas na Lua
    Tags:
    paleontologia, Cosmos, impacto, elemento
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar