07:57 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Boeing

    Boeing apresenta maior avião da história

    © flickr.com/ Global Panorama
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    15722

    A fabricante americana de aviões Boeing apresentou o maior avião de passageiros do mundo para um círculo limitado de pessoas.

    O Boeing 777X de fuselagem larga foi apresentado em 13 de março em um evento que não contou com a presença de representantes da mídia.

    Segundo CNN, a apresentação aconteceu em uma fábrica na cidade de Everett, Washington. O comprimento da nova aeronave é de 77 m, e a envergadura é de 72 m. O diâmetro da turbina do motor do é de aproximadamente 3,5 m.

    Ao desenvolver a aeronave pela primeira vez na aviação civil, os engenheiros aplicaram a tecnologia de asa dobrável, que anteriormente era usada apenas em aeronaves militares.

    Espera-se que a principal modificação seja a do Boeing 777-9X e que, dependendo do projeto, possa ter uma capacidade entre 400 e 425 passageiros. A distância máxima do voo transatlântico será superior a 14.000 km.

    A versão reduzida do 777-8X com um comprimento de 70 m será capaz de transportar até 375 passageiros, e seu alcance de vôo será de mais de 16.000 km.

    A apresentação ocorreu após o desastre do Boeing 737 MAX que ocorreu em 10 de março na Etiópia, no qual morreram 157 pessoas. Em outubro de 2018, um avião com as mesmas características da empresa indonésia Lion Air caiu e 189 pessoas morreram.

    Após a última catástrofe, vôos deste tipo de aeronave foram proibidos em muitos países do mundo. Atualmente, existem 387 aeronaves Boeing 737 MAX na frota de 59 companhias aéreas do mundo. O fabricante apoiou a proibição de vôos, mas continua insistindo na segurança da aeronave.

    Mais:

    Substituição do Boeing 737 MAX? Novo avião comercial russo MC-21 se estreia no ar (FOTOS)
    Boeing planeja lançar novo software para modelo que caiu na África, diz mídia
    Parceria Boeing-Embraer está em perigo com a crise dos 737 Max 8?
    Quedas de Boeing 737 são resultado da pressa e erros de engenheiros americanos, diz piloto
    Rússia fecha seu espaço aéreo aos Boeing 737 MAX
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar