Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pilotos de Boeing 737 Max teriam aprendido a dirigir avião com ajuda de iPad

CC BY-SA 2.0 / Alec Wilson / PK-LOIUn Boeing 737 Max 8 de la aerolínea indonesia Lion Air (archivo)
Un Boeing 737 Max 8 de la aerolínea indonesia Lion Air (archivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Muitos pilotos dos aviões Boeing 737 Max não foram bem informados sobre as peculiaridades da aeronave e aprenderam a dirigi-lo com ajuda de um iPad, escreveu o jornal New York Times.

Segundo a edição, geralmente os pilotos devem se treitar por muitas horas em simuladores caríssimos, que imitam o voo e ensinam as novas funções.

A mídia afirmou que os sindicatos de pilotos exigiram várias vezes que a Southwest Airines e a American Airines criassem simuladores para o modelo Max, mas as companhias e as autoridades americanas decidiram que os pilotos não precisavam de preparação adicional e que seria suficiente informá-los sobre o funcionamento do novo software ou o surgimento de problemas.

"Eles estavam construindo o avião, continuando a projetá-lo. Os dados para criação do simulador ficaram disponíveis apenas quando o avião já estava pronto para voar", declarou o chefe da associação de pilotos da Southwest Airlines, Greg Bowen.

Boeing 737 MAX 8 - Sputnik Brasil
Quedas de Boeing 737 são resultado da pressa e erros de engenheiros americanos, diz piloto
Além do curso de treinamento no iPad, um grupo de pilotos criou um manual sobre as diferenças entre o Max e seu antecessor, incluindo as mudanças nas telas e no motor. Porém, ele não continha a informação sobre o novo software MCAS, que empurra automaticamente o avião para baixo em certas circunstâncias.

Os representantes da Boeing prometeram consertar o sistema no prazo de algumas semanas, sem preparação adicional dos pilotos. Após o acidente com o avião da Lion Air veio à tona que o MCAS pode ser acionado sem razão aparente, baseando-se nas indicações incorretas dos sensores, ressaltou New York Times.

O primeiro acidente aéreo com a participação de um Boeing 737 MAX 8 aconteceu em outubro de 2018, quando um avião da companhia aérea indonésia Lion Air mergulhou no mar de Java pouco depois da decolagem, matando 189 pessoas. A causa da catástrofe teria sido o funcionamento incorreto do sensor de velocidade da aeronave.

Boeing 737 MAX (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Boeing 737 MAX que voava a Tel Aviv está regressando a Estocolmo por questão de segurança
O segundo acidente fatal ocorreu em 10 de março na Etiópia. Um avião do mesmo modelo, que fazia o voo ET 302 da Ethiopian Airlines, caiu logo após decolar de Addis Abeba. Todas as 157 pessoas a bordo do avião da companhia aérea etíope morreram no acidente.

Em razão das recentes catástrofes, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) suspendeu todos os voos dos Boeing 737 MAX na Europa. Após a União Europeia, também o Brasil, o México, a Rússia, a China e vários outros países decidiram banir temporariamente os voos de aeronaves desse modelo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала