10:28 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Animação da sonda japonesa Hayabusa 2 na superfície do asteroide Ryugu

    Sonda japonesa mostra como 'bombardeia' asteroide Ryugu (VÍDEO)

    © REUTERS / Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    A sonda Hayabusa 2 da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA, na sigla em inglês), que recentemente alcançou o asteroide Ryugu, gravou novos dados e transmitiu-os para os cientistas na Terra.

    Em particular, a sonda disparou contra o corpo celeste uma bala de tântalo e gravou o vídeo desse "ataque".

    "Os nossos dados atuais mostram que coletamos uma quantidade de material suficiente durante a manobra anterior. A conclusão bem-sucedida do primeiro pouso significa que o segundo pouso da Hayabusa 2 no asteroide será realizado após o experimento que prevê a formação de uma cratera em sua superfície, perto ou dentro dela, se as condições permitirem", declararam os cientistas.

    Segundo os especialistas, o "bombardeio" do asteroide era necessário para depois coletar suas amostras. Essa primeira tarefa foi cumprida com sucesso no fim de fevereiro. Naquele tempo, a sonda pousou no local L08E1 e disparou uma bala de tântalo de 5 gramas contra sua superfície. 

    A segunda tarefa inclui efetuar na superfície do asteroide uma explosão mais potente para coletar pedaços maiores e estudá-los em seguida. Essa fase da missão espacial japonesa está prevista para os primeiros dias de abril.

    Quanto ao segundo pouso, os cientistas planejam realizá-la, se isso for possível em termos de segurança para a sonda, em maio ou junho. E em novembro a sonda começará sua viagem de volta para a Terra.

    Em junho do ano passado, a sonda japonesa Hayabusa 2 atingiu seu objetivo depois de uma jornada de três anos no espaço, aproximando-se a uma distância de 20 quilômetros do asteroide em questão.

    O asteroide Ryugu, que possui cerca de 900 metros de diâmetro, está a 340 milhões de quilômetros do nosso planeta. A órbita de Ryugu passa perto das órbitas da Terra e de Marte, o que dá aos cientistas a esperança de que vestígios de água e matéria orgânica possam ser encontrados em sua superfície.

    Em 2010, uma missão semelhante a essa, ao asteroide Itokawa, foi realizada pela sonda antecessora Hayabusa.

    Mais:

    Sonda da NASA registra Júpiter 'dramático' (FOTO)
    Sonda japonesa já está no asteroide Ryugu para desvendar origem do Sistema Solar (FOTOS)
    Sonda japonesa se prepara para bombardeio de asteroide impenetrável
    Sonda chinesa Chang'e 4 e rover lunar 'adormecem' no lado oculto da Lua
    Tags:
    experimento, bombardeio, missão espacial, sonda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar