15:34 18 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Facebook

    Mídia: Facebook continuou informando empresas sobre usuários apesar de promessa de 2015

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    202

    A administração do Facebook forneceu informações pessoais de seus usuários para várias empresas, apesar de ter prometido em 2015 parar com esta prática, informa The Wall Street Journal.

    Segundo o jornal norte-americano, a rede tinha acordos com "um grupo seletivo de companhias, algumas das quais tinham acesso especial à informação dos usuários". A matéria sublinha que tais acordos funcionaram "bastante depois daquele momento em 2015, quando a rede social disse ter privado completamente os desenvolvedores do acesso a esta informação".

    As novas informações quanto ao assunto, prestadas pelas fontes do jornal, são comprovadas pelos documentos judiciais a que os jornalistas obtiveram acesso, indica o artigo.

    Informações anteriores sobre a existência destes acordos nunca foram divulgadas. Entre os parceiros do Facebook estavam a companhia financeira RBC Capital Markets e a fabricante de automóveis japonesa Nissan Motor Company.

    Em particular, a rede permitiu às empresas receber informações sobre os telefones de usuários, bem como estatísticas com as quais era possível saber a proximidade das relações entre eles.

    A publicação frisa que os acordos acima mencionados não estavam relacionados com os acordos que a Facebook tinha com pelo menos 60 grandes fabricantes de celulares e outros dispositivos.

    Mais:

    Facebook pede a usuários que enviem suas fotos nuas; confira motivo
    MBL vs Facebook: a cruzada contra a checagem de 'fake news'
    Tags:
    dados pessoais, acesso, rede social, privacidade, Nissan, Facebook
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik