21:03 23 Março 2017
Ouvir Rádio
    Foguete russo Soyuz FG, portador da nave espacial Soyuz MS, é lançado a partir do cosmódromo de Baykonur

    Nova nave espacial russa avançada será construída até 2021

    © REUTERS/ Shamil Zhumatov
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 84680

    O primeiro exemplar da nova nave espacial Federatsiya, que é composta por 80% de materiais compósitos, será criado até 2021, disse aos jornalistas o chefe da empresa russa RKK Energia, Vladimir Solntsev.

    "Serão 80% de materiais compósitos. Existe uma pergunta sobre de que material será feito o aparelho que vai devolvê-la para a Terra. Estamos trabalhando com alumínio, mas além de construirmos uma nave, precisamos fazê-la capaz de concorrer. A própria Federatsiya será feita de compósitos, mas sua cápsula espacial de materiais tradicionais", comunicou Solntsev.

    A nave espacial avançada da RKK Energia vai transportar pessoas e cargas à órbita, localizada próxima à Terra e para a Lua. A capacidade de tripulação equivale a 4 pessoas. A nave poderá permanecer no regime de voo autonômico até 30 dias e permanecer na estação orbital por até um ano.

    O primeiro lançamento não tripulado da nave é planejado para o ano de 2021. O voo tripulado – para 2023.

    Mais:

    Nave espacial Soyuz terá 9 assentos turísticos
    Nave japonesa falha em recolher lixo espacial
    Rússia planeja lançar ao espaço 20 novos satélites militares em 2017
    Tags:
    nave espacial, RKK Energia, Vladimir Solntsev, Espaço, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik