09:44 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 82
    Nos siga no

    O observatório orbital Hubble recebeu imagens do aglomerado estelar NGC 4833, na constelação de Musca, na qual estão as estrelas mais antigas da nossa galáxia, informou o site do telescópio espacial.

    O aglomerado estelar NGC 4833 foi descoberto em meados do século XVIII pelo astrônomo francês Nicolas-Louis de La Caille durante uma de suas viagens ao hemisfério sul do planeta.

    O NGC 4833 está situado na periferia da nossa galáxia, à distância de 20 mil anos-luz da Terra e dificilmente pode ser visto devido a nuvens de pó e gás inacessíveis para a maioria de telescópios terrestres.

    Segundo as recentes observações do Hubble e de outros telescópios espaciais, esta família estelar representa o grupo mais antigo de estrelas na Via Láctea. A idade média dos aglomerados estelares às vezes excede os 5-6 bilhões de anos. Além disso, o NGC 4833 é 2 bilhões de anos mais antigo se comparado com outras famílias estelares deste tipo.

    É por essa razão que o estudo do NGC 4833, com uso de instrumentos do Hubble e outros telescópios, é de enorme interesse para os pesquisadores. Através da composição química e isotópica de suas estrelas é possível definir a aparência e a estrutura da galáxia no início do aparecimento do Universo, bem como acompanhar o desenvolvimento da Via Láctea nas primeiras etapas da sua existência.

    Mais:

    Descobrimento: Júpiter não gira em torno do Sol
    Apocalipse já está perto: sol sangrento em LA será um sinal disso?
    Tags:
    universo, observação, telescópio, galáxia, estrelas, Hubble, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar