16:55 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Recife, Oceano Pacífico.

    Debaixo dos oceanos também há vida!

    © Sputnik/ Roman Denisov
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30

    A comunidade de microrganismos que se encontra na área do oceano Atlântico é única e muito diferente de outras colônias parecidas, informa o site do Laboratório de Biologia Marinha da Universidade de Chicago.

    Um grupo de biólogos americanos encontrou vida sob o fundo do oceano, informa o site do Laboratório de Biologia Marinha da Universidade de Chicago.
    A versão completa foi publicada no site da revista Nature.

    Os cientistas descobriram uma comunidade de microrganismos que vive na crosta oceânica na zona oeste da encosta de Dorsal Mesoatlântico. Como revelaram os pesquisadores, estes micróbios são aeróbios (significa que precisam de oxigênio molecular livre para a síntese de energia). Também são heterogêneos e distinguem-se significativamente de todos os microrganismos encontrados anteriormente no fundo do oceano.

    A pesquisa dos cientistas americanos descreve pela primeira vez na história a vitalidade da comunidade de microrganismos em um ambiente frio, debaixo do oceano, informou o Laboratório de Biologia Marinha.

    A crosta oceânica na zona oeste da encosta Dorsal Mesoatlântico é bastante jovem — tem cerca de 8 milhões anos de idade — e as correntes nesta zona são relativamente frias (cerca de 20 graus Celsius). Para comparar, a temperatura das fontes hidrotermais na área de Dorsal atinge a temperatura de 400 graus, indica o artigo.

    "Em muitos casos, encontramos o mesmo grupo geral [da bactéria] na crosta terrestre no aquífero e no fundo do mar, mas várias espécies dentro do grupo," disse Huber (chefe de grupo dos pesquisadores do Laboratório de Biologia Marinha da Universidade de Chicago). O que significa que há diferenças na potencial atividade dos microrganismos entre os dois sítios, por exemplo, a fixação de carbono no aquífero.

     

    Mais:

    Cientistas descobrem causa do degelo das geleiras na Groenlândia
    Expedição brasileira estuda como a vida evoluiu na Antártida
    Tags:
    biologia, natureza, cientistas, oceano Atlântico, Chicago, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik