Cientistas russos descobrem oceano gigantesco nas profundezas da Terra

© AFP 2022 / RICHARD BOUHETLava depois de erupção do vulcão Piton de la Fournaise na ilha francesa La Reunion no oceano Índico, 17 de maio de 2015
Lava depois de erupção do vulcão Piton de la Fournaise na ilha francesa La Reunion no oceano Índico, 17 de maio de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Cientistas russos, franceses e alemães descobriram um oceano subterrâneo do éon Arqueano que é maior que o Oceano global, informou na quinta-feira (31) o portal de notícias Lenta.ru.

A pesquisa da equipe de geoquímicos foi publicada na revista Nature. Segundo ela, o grande reservatório de águas fica debaixo da superfície da Terra a uma profundidade de 410-660 km. Foi formado nos tempos antigos em condições de alta pressão e temperatura (cerca de 1,5 mil graus). A água neste oceano permanece na forma de minerais. Estes minerais foram encontrados no Canadá. Surgiram em resultado de função de komatiito e a sua mistura com olivina.

Um cabo da ilha Shikotan, na foto, é conhecido como o Cabo do Fim da Terra. É como o cabo Finisterra na Espanha, mas do outro oceano, o Pacífico - Sputnik Brasil
Universidade russa lança projeto internacional para estudar história dos povos do Pacífico
Os cientistas fizeram estas conclusões depois de terem analisado peças de lava endurecidas.

Mais cedo, os cientistas consideravam a hipótese da existência de um oceano subterrâneo, mas a pesquisa permitiu avaliar o volume de água que está debaixo de crosta planetária. Segundo os cientistas, a versão mais provável é que o oceano subterrâneo teria surgido na fase inicial do desenvolvimento do nossa planeta.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала