12:25 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0151
    Nos siga no

    Astrônomos descobriram um buraco negro que foi obrigado pela estrela da órbita a comer tanta matéria que tem que cuspir o que não consegue “engolir”. Em resultado disso, são emitidos jatos de luz vermelha para a galáxia.

    Em junho de 2015, um buraco negro muito “sôfrego” absorveu tanta matéria sideral que teve de deitar fora o excesso em forma de relâmpagos vermelhos, com a velocidade de um quadragésimo de segundo.

    “Este buraco negro estava engolindo a matéria que arrancou de uma estrela vizinha. Quando se tornou mais quente e luminoso, cuspiu o que não conseguia engolir”, disse o doutor Poshak Gandhi, professor associado na Universidade de Southampton à Sputnik.

    A nova pesquisa, publicada na revista Notas Mensais da Sociedade Astronômica Real, disse que o ritmo da matéria caindo dentro do buraco negro foi tão rápido que este não conseguiu absorver tudo e, por isso, “cuspiu” o que restava em forma de jatos vermelhos para a galáxia.

    O V404 Cygni foi o primeiro buraco negro identificado na galáxia que fica a 7,8 mil anos-luz da Terra. A origem exata dos jatos ainda não está clara, mas os cientistas julgam que são emitidos pela base do buraco negro.

    “Os buracos negros crescem engolindo matéria dos seus arredores. Quando o buraco negro cuspia a matéria, ele ficou tão luminoso que todos os que possuem um telescópio de 20 cm podiam vê-lo. Muitas pessoas fizeram isso, contribuindo para os dados importantes que foram publicados em todo o mundo”, Gandhi disse à Sputnik.

    A superfície do Mercúrio
    © NASA . JHUAPL/Instituto Carnegie de Washington
    Tudo isso é muito excitante porque prova que as pessoas em geral também podem contribuir muito para as pesquisas astronômicas, disse Gandhi.

    A alta velocidade a que os jatos são emitidos significa que vem da zona muita próxima do buraco negro e, até o momento atual, não é possível dizer que materiais são ejetados na região. Isso abre o caminho para saber o que acontece perto do buraco negro.

    Tags:
    espaço, descoberta, galáxia, estrelas, buracos negros, luz
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar