05:13 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Charges

    Que ousados esses russos!

    Charges
    URL curta
    13240
    Nos siga no

    A embaixada dos EUA na Rússia lamentou a redução de pessoal diplomático, exigida por Kremlin, e avisou que os procedimentos consulares devem passar a ser mais demorados.

    Que ousados esses russos!

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou neste domingo que o número de diplomatas norte-americanos no país deverá ser o mesmo dos diplomatas russos nos Estados Unidos: 455 pessoas de cada lado. Em função disso, 755 funcionários da embaixada americana em Moscou devem deixar a Rússia.

    O departamento de Estado dos EUA considerou a medida de injusta e prometeu reagir.

    Tags:
    missão diplomática, restrições, sanções, Embaixada dos EUA, Vladimir Putin, Moscou, EUA, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • Quando a intromissão dá errado
      Last update: 11:31 04.08.2020
      11:31 04.08.2020

      Quando a intromissão dá errado

      O presidente dos EUA, Donald Trump, em entrevista ao site Axios, chamou o envio de tropas para o Oriente Médio de maior erro da história dos Estados Unidos.

    • Tropas dos EUA não param quietas
      Last update: 11:49 30.07.2020
      11:49 30.07.2020

      Tropas dos EUA não param quietas

      O presidente dos EUA, Donald Trump, defendeu a decisão de retirar seus soldados da Alemanha pelas importações alemãs de gás da Rússia.

    • Posso dar também uma espiadinha?
      Last update: 12:04 28.07.2020
      12:04 28.07.2020

      Todos do grupo querem fuçar

      Usuários da rede social Instagram perceberam que o aplicativo estava ligando a câmera frontal de smartphones sem autorização, enquanto empresa diz que tudo não passa de um erro técnico.

    • Quando há espaço só para os parças
      Last update: 10:18 27.07.2020
      10:18 27.07.2020

      Quando há espaço só para os parças

      A Alemanha se opõe ao retorno da Rússia ao G7, disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas, em entrevista ao jornal Rheinische Post.