09:55 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Charges

    Que ousados esses russos!

    Charges
    URL curta
    13240
    Nos siga no

    A embaixada dos EUA na Rússia lamentou a redução de pessoal diplomático, exigida por Kremlin, e avisou que os procedimentos consulares devem passar a ser mais demorados.

    Que ousados esses russos!

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou neste domingo que o número de diplomatas norte-americanos no país deverá ser o mesmo dos diplomatas russos nos Estados Unidos: 455 pessoas de cada lado. Em função disso, 755 funcionários da embaixada americana em Moscou devem deixar a Rússia.

    O departamento de Estado dos EUA considerou a medida de injusta e prometeu reagir.

    Tags:
    missão diplomática, restrições, sanções, Embaixada dos EUA, Vladimir Putin, Moscou, EUA, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais charges

    • Impeachment contra Trump
      Last update: 11:03 13.01.2021
      11:03 13.01.2021

      Trump cercado por todos os lados

      Enquanto redes sociais aplicam sanções contra Trump, a Câmara dos Representantes do país, após instar o vice-presidente Pence a destituir seu chefe, debate impeachment do presidente dos EUA.

    • Feliz natal da Sputnik Brasil
      Last update: 12:20 24.12.2020
      12:20 24.12.2020

      Sputnik Brasil deseja a todos Feliz Natal!

      Neste 24 de dezembro de 2020, toda a equipe da Sputnik Brasil deseja um excelente Natal aos nossos visitantes e leitores.

    • Quando a ameaça não funciona
      Last update: 10:32 09.12.2020
      10:32 09.12.2020

      Quando a ameaça não funciona

      Governo americano ameaça impor sanções a países parceiros que obtiverem produtos de defesa da China e Rússia, mas não consegue impedir a aquisição do sistema S-400 russo pela Turquia.

    • Hasta la próxima eleição!
      Last update: 11:32 02.12.2020
      11:32 02.12.2020

      Nos vemos em 2024?

      Atual presidente dos EUA, Donald Trump, insinuou que concorrerá ao posto que ocupa atualmente na eleição presidencial de 2024, caso não assuma um hipotético segundo mandato.