15:07 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Departamento de Estado dos EUA (foto de arquivo)

    Departamento de Estado dos EUA expressa 'pesar' por retaliação russa a diplomatas

    © Sputnik /
    Américas
    URL curta
    37619
    Nos siga no

    O Departamento de Estado dos EUA expressou seu pesar pela decisão de Moscou de cortar a presença diplomática dos EUA na Rússia, acrescentando que avalia a possível resposta ao movimento.

    Neste domingo, o presidente russo Vladimir Putin disse que a presença diplomática dos EUA na Rússia seria cortada em 755 pessoas.

    "O governo russo exigiu que a Missão dos EUA na Rússia limite o total de pessoal da Missão para 455 funcionários até 1º de setembro. Este é um ato lamentável e não desejado. Estamos avaliando o impacto de tal limitação e como responderemos. Nenhum comentário adicional neste momento", disse um representante do Departamento de Estado à Sputnik neste domingo.

    Na sexta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou uma declaração sugerindo que os Estados Unidos reduzissem o número de diplomatas do país compatíveis com o número de diplomatas russos nos Estados Unidos até 1º de setembro. O movimento veio como uma resposta à decisão de 2016 do governo do presidente dos EUA, Barack Obama, de impor uma série de sanções à Rússia, incluindo a expulsão de 35 diplomatas e o fechamento de dois compostos diplomáticos russos.

    No início desta semana, ambas Casas do Congresso dos EUA aprovaram esmagadoramente um projeto de lei que impõe novas sanções à Rússia, ao Irã e à Coreia do Norte, além de limitar a capacidade do presidente dos EUA, Donald Trump, de levantar as restrições anti-Moscou. Na sexta-feira, a Casa Branca disse que Trump pretendia assinar a conta.

    Tags:
    Missão dos EUA na Rússia, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Congresso dos EUA, Barack Obama, Vladimir Putin, Estados Unidos, Coreia do Norte, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar