13:27 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)
    4150
    Nos siga no

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta sexta-feira (23) que vai realizar duas reuniões extraordinárias para avaliar processos sobre o enfrentamento da pandemia da COVID-19.

    Entre os temas, está a reunião que vai tratar dos pedidos de importação feitos por estados e municípios da vacina Sputnik V. Em nota, a Anvisa informou que a reunião extraordinária da Diretoria Colegiada sobre o imunizante russo vai ocorrer na próxima segunda-feira (26) às 18 horas.

    "A data da reunião foi marcada em razão do prazo de 30 dias definido pela lei, e confirmado pelo STF, para que a Anvisa avalie os pedidos de importação de vacinas para COVID-19 sem registro", explicou.

    Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou que a Anvisa decida até o fim deste mês sobre a "importação excepcional e temporária" de doses da Sputnik V.

    A decisão do ministro foi uma resposta a uma ação protocolada pelo governo do Maranhão, que diz no processo ter negociado a importação de 4,5 milhões de doses do imunizante.

    A Diretoria Colegiada da Anvisa vai tomar a decisão depois de receber dados coletados pelos servidores da agência em viagem para a Rússia. Os inspetores viajaram na semana passada e retornam neste sábado (24).

    Tema:
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)

    Mais:

    Governo confirma novo adiamento do censo: 'Não há previsão orçamentária'
    Bioeconomia: 'Brasil tem uma grande oportunidade nesta nova revolução econômica', diz especialista
    Estado de SP tem queda de mortes por COVID-19 pela 1ª vez desde janeiro
    Brasil: 1/4 dos municípios está sem vacina para aplicar 1ª dose, aponta levantamento
    Tags:
    imunizante, imunização, Brasil, vacinação, vacina, Sputnik V, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar