13:38 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    517
    Nos siga no

    O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, disse que a Cúpula de Líderes sobre o Clima, agendada pelo presidente norte-americano Joe Biden para ocorrer na próxima semana, é a última chance do Brasil mostrar que se preocupa com o desmatamento na Amazônia.

    A declaração de Chapman foi feita no último domingo (11) durante uma reunião virtual privada com políticos, economistas, diplomatas e empresários brasileiros. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo com base em depoimentos de pessoas presentes no encontro.

    "As relações entre nossos países dependerão muito dessa postura ambiental do Brasil", afirmou o embaixador.

    Todd Chapman disse que há uma percepção que o desmatamento ilegal na Amazônia cresceu e que não é decorrente de "um problema de comunicação", como justificam integrantes do governo federal brasileiro.

    ​​​O encontro foi promovido pelo Grupo Parlatório e participantes disseram ao jornal que o embaixador foi firme e comentou que o meio ambiente vai nortear as relações entre o Brasil e os EUA, e que acordos comerciais entre os dois países e a entrada do Brasil na OCDE, por exemplo, vão depender da resposta que o governo Bolsonaro vai apresentar na cúpula marcada para os dias 22 e 23 de abril.

    O embaixador norte-americano disse que o Brasil vai "se tornar herói" se fizer uma "declaração contundente" na Cúpula de Líderes sobre o Clima e retomar seu papel de protagonista no debate sobre meio ambiente.

    Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) da semana passada mostraram que o desmatamento mensal na Amazônia voltou a crescer em março e bateu o recorde para o período desde o começo da série histórica.

    Mais:

    Agente e chefe de polícia renunciam após assassinato de jovem negro em Minnesota
    Presidente do Senado oficializa criação da CPI da Pandemia para investigar governo federal
    Baixo desempenho da economia brasileira já ocorria antes da pandemia, explica especialista
    Como Bolsonaro pode sancionar orçamento sem cometer crime de responsabilidade?
    Brasil registra 3.687 mortes por COVID-19, e média móvel fica acima 3 mil pelo 4º dia seguido
    Tags:
    relações bilaterais, desmatamento, Floresta Amazônica, Amazônia, meio ambiente, embaixador, Jair Bolsonaro, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar