18:51 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, enviou uma notificação ao Facebook exigindo explicações, em até 15 dias, sobre o suposto vazamento de dados de 533 milhões de usuários.

    A informação foi publicada pela coluna Painel S.A., da Folha de S.Paulo.

    Os dados, incluindo nomes completos, números de telefone, endereços de correio eletrônico e informação biográfica, estariam sendo vendidos em fóruns na Internet.

    Do total de contas expostas, oito milhões são de brasileiros.

    A Senacon informou ao jornal que o objetivo é esclarecer quais dados pessoais foram compartilhados e quantos consumidores exatamente foram afetados no Brasil.

    A secretaria também questionou a empresa sobre o que originou a suposta falha e quais medidas vêm sendo tomadas para melhorar a segurança na rede social e reduzir os danos causados.

    Sede do Ministério da Justiça, em Brasília (DF).
    © Folhapress / Wallace Martins/Futura Press
    Sede do Ministério da Justiça, em Brasília (DF).

    O Facebook afirmou que ainda não foi formalmente notificado, mas que está à disposição para colaborar com as autoridades.

    Segundo a empresa, a base de dados vazada é antiga e o problema foi resolvido em 2019.

    Mais:

    Hackers obtêm dados de funcionários do Departamento de Segurança Interna dos EUA, diz mídia
    Pequim pede que OMS respeite relatório sobre origem da pandemia e nega omissão de dados
    Tribunal russo multa Twitter em mais de US$ 110 mil por não remover 'dados ilegais'
    Tags:
    Brasil, Ministério da Justiça, Internet, vazamento, dados, justiça, Facebook
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar