17:29 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)
    0 30
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (25) que o cronograma de entrega de doses de vacina contra a COVID-19 disponibilizadas pelo consórcio COVAX Facility deve sofrer atrasos.

    A demora deve afetar cerca de 1,9 milhão dos 2,9 milhões de doses da vacina Covishield, conhecida popularmente como a vacina de Oxford/AstraZeneca, que tinha entrega prevista até o final deste mês.

    O COVAX Facility é uma iniciativa liderada pela OMS, que une mais de 150 países, criada para impulsionar o desenvolvimento e a distribuição das vacinas contra a COVID-19.

    O Ministério da Saúde confirmou, conforme publicou o jornal Folha de S.Paulo, ter sido comunicado pela direção do COVAX "sobre um possível atraso nas entregas de vacinas oriundas do consórcio".

    ​A pasta diz ter sido informada de que as remessas atrasadas devem ser entregues "até maio".

    No último domingo (21), o primeiro lote com cerca de um milhão de doses de vacinas distribuídas pelo COVAX chegou em São Paulo.

    Ao todo, o acordo do Brasil com o COVAX envolve a entrega de 42,5 milhões de doses até o fim deste ano. Além dos 2,9 milhões neste trimestre, estava prevista mais uma remessa de 6,1 milhões até maio e 33 milhões até dezembro.

    Tema:
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)

    Mais:

    Bruno Covas anuncia construção de 19 miniusinas para produção de oxigênio em SP
    COVID-19: novas restrições da Argentina reforçam que Brasil virou ameaça, diz especialista
    STF marca para 14 de abril julgamento de recurso contra anulação das condenações de Lula
    Novo recorde: Brasil registra mais de 100 mil casos do coronavírus em 24h
    Tags:
    Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, vacinação, vacina, COVAX Facility, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar