16:53 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no final de fevereiro de 2021 (64)
    0 10
    Nos siga no

    O secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta, disse nesta quinta-feira (25) que o sistema de saúde do estado está "entrando em colapso", com fila de espera por leitos de UTI de COVID-19.

    A maior taxa de ocupação foi atingida na quarta-feira (24), 91,18%, com 32 pacientes aguardando na fila de espera. O governo do estado publicou um decreto com restrições à circulação, mas o secretário pediu mais medidas a prefeitos para aumentar o isolamento social. 

    "Preciso informar a todos que a situação da pandemia deteriorou no estado todo e, a exemplo do que acontece nas regiões mais a oeste, estamos entrando em colapso! Todos os esforços de estado e municípios, até então, são insuficientes em face à brutalidade da doença", disse Mota em mensagem enviada a prefeitos, segundo publicado pelo portal G1. 

    Santa Catarina registra até o momento 652,8 mil casos do coronavírus, com 7,1 mil mortes. Na terça-feira (22), o governo estadual solicitou apoio ao Ministério da Saúde diante do risco de falta de remédios em hospitais. Existe a possibilidade de pacientes na fila de espera por leitos serem transferidos para outros estados. 

    "Solicito aos gestores municipais que tomem medidas emergenciais para diminuir significativamente a circulação das pessoas, mantendo apenas serviços essenciais e que convoquem toda a força de trabalho da Saúde para o enfrentamento", acrescentou o secretário. 

    Situação crítica em Curitiba

    Em Curitiba, a secretária de Saúde disse que, após o Carnaval, tem ocorrido uma "avalanche" de casos de COVID-19. Três hospitais da cidade registram fila de pacientes à espera de atendimento. 

    "Pós-Carnaval, tem sido uma avalanche de casos de COVID-19 nas UPAs e com quadros graves. Quando a sociedade se movimenta, aumenta a proliferação e o número de casos, o que demanda mais internação para a doença, e ao mesmo tempo aumenta o número de acidentes, de trauma e violência. A gente precisa que a sociedade circule menos", disse a secretária.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no final de fevereiro de 2021 (64)

    Mais:

    Portugal estende lockdown por COVID-19 até meados de março
    Guatemala é o 3º país da América Central a registrar vacina russa Sputnik V, afirma RFPI
    Hospitais privados omitem dados sobre COVID-19, denuncia Conselho de Enfermagem à Sputnik Brasil
    Tags:
    Curitiba, saúde, Santa Catarina, COVID-19, pandemia, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar